Saúde de Natal ocupa secretaria após negativa em receber servidores
Natal, RN 29 de mai 2024

Saúde de Natal ocupa secretaria após negativa em receber servidores

9 de maio de 2024
3min
Saúde de Natal ocupa secretaria após negativa em receber servidores
Foto: Sindsaúde/RN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Os servidores da saúde de Natal ocuparam a Secretaria Municipal de Administração (SEMAD) na manhã desta quinta-feira (9). De acordo com Flávio Gomes, diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde/RN), a ideia é sair do local somente após a categoria ser recebida pela Secretaria.

A categoria havia realizado ainda na manhã desta quinta (9) uma assembleia unificada em frente à prefeitura e após a negativa da gestão municipal em apresentar uma proposta aos trabalhadores da saúde, o movimento resolveu sair em caminhada até a Secretaria de Administração. Segundo Gomes, uma negociação seria realizada em reunião entre a secretária municipal de administração, Adamires França, e servidores. No entanto, a secretária não compareceu.

Foto: Sindsaúde/RN

“A gente chegou em frente a prefeitura e estava cheio de guardas municipais, porque só tem guarda municipal para reprimir o servidor”, relata. ”E suspenderam a reunião que tinham marcado. A secretária de administração não foi”, afirmou à Agência Saiba Mais.

Até a publicação desta matéria, os servidores ainda permaneciam no local. Uma das reivindicações da saúde de Natal é que a gestão do prefeito Álvaro Dias (Republicanos) cumpra a lei da Data-base das categorias municipais. A última aconteceu em 2022, somente após a pressão de uma greve.

 “A gente só vai sair daqui com uma resposta da administração. Nós queremos uma negociação. Inclusive nós vamos providenciar o almoço das pessoas aqui dentro”, ressaltou Gomes.

Entenda

A saúde de Natal entrou em greve em 16 de abril. No entanto, posteriormente, no terceiro dia de greve, os servidores tiveram que suspender a paralisação após o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) aprovar o pedido de tutela antecipada em caráter incidental, solicitado pelo Município de Natal, para que os trabalhadores da saúde da capital suspendessem imediatamente a paralisação e garantam o retorno integral dos serviços de saúde locais.

"No entanto, desde encerramento da greve a categoria vem realizando atividades para pressionar a gestão a atender a pauta de reivindicação. Ocorreram duas reuniões com a gestão, mas sem nenhum avanço", afirma o Sindsaúde/RN.

Além da Data-Base, os servidores também reivindicam a implantação e o pagamento retroativo das gratificações que, segundo a categoria, vêm sendo sonegadas; a implantação e retroativo do adicional por tempo de serviço; o fim do corte das gratificação dos servidores que estão em afastamento; melhores condições de para trabalhar e combate ao assédio moral no ambiente de trabalho; o cumprimento do piso salarial dos técnicos de radiologia e convocação do cadastro de reserva.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.