TRANSPARÊNCIA

Desmoralizado no RN, Rogério Marinho pode tentar carreira política em São Paulo

O ex-deputado federal Rogério Marinho (PSDB) estuda mudar o domicilio eleitoral para São Paulo, segundo o jornalista do jornal O Globo Lauro Jardim.

O relator da reforma trabalhista deve tentar se eleger a algum cargo político pelo Estado governado pelos tucanos há mais de 20 anos.

Marinho foi desmoralizado pelos eleitores do Rio Grande do Norte, nas eleições 2018, ao ficar apenas na 12ª colocação entre os candidatos a deputado federal. O detalhe é que, em valores declarados na Justiça Eleitoral, o tucano foi o segundo candidato que mais gastou dinheiro pra tentar se reeleger – R$ 1,8 milhão, contra R$ 2,2 milhões declarados ao TSE pelo campanha do deputado federal eleito João Maia (PR).

Em entrevistas logo após a humilhante derrota eleitoral, Marinho debitou o fracasso na conta da reforma trabalhista. No início do ano, ele foi nomeado como secretaria especial do Trabalho e da Previdência Social, o que demonstra que o governo Bolsonaro está na contramão dos eleitores.

Não bastasse a derrota nas urnas, caso a mudança de domicílio seja concretizada, São Paulo ganhará mais um tucano com problemas na Justiça a serem resolvidos.

Rogério Marinho responde a quatro inquéritos no Supremo Tribunal Federal e na Justiça do Rio Grande do Norte, além de aguardar decisão do STF sobre a quinta denúncia já apresentada pelo Ministério Público.

Confira nota divulgada por Lauro Jardim:

Rogério Marinho busca uma saída para mitigar as consequências do nascimento da filha que ajudou a gestar: a reforma da Previdência.

Marinho estuda mudar seu título de eleitor para São Paulo, onde há mais chances de capitalizar em votos seu papel à frente das negociações para a aprovação da reforma.

No Rio Grande do Norte, estado pelo qual foi deputado federal e já não foi reeleito em 2018, o selo de entusiasta das mudanças na Previdência tende a tirar-lhe eleitores em 2022.

 

 

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"