E pela lei natural dos encontros: Pedro Mendes relembra histórias com Moraes Moreira em Natal
Natal, RN 29 de mai 2024

E pela lei natural dos encontros: Pedro Mendes relembra histórias com Moraes Moreira em Natal

14 de abril de 2020
E pela lei natural dos encontros: Pedro Mendes relembra histórias com Moraes Moreira em Natal

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A morte inesperada na segunda-feira (13) do baiano Moraes Moreira, aos 72 anos de idade, doeu em fãs, admiradores e também em amigos que o cantor e compositor fez no Rio Grande do Norte. Um deles foi o potiguar Pedro Mendes, com quem Moreira dividiu mesas de bares e até o palco na cidade.

Nas redes sociais, o compositor de "Linda, Baby", hino não-oficial de Natal, relembrou histórias de alguns dos encontros com Antônio Carlos. Era assim, pelo nome de batismo, que Pedro Mendes chamava Moraes Moreira. Sobre a partida do eterno novo baiano, Mendes diz que perdeu, mais do que uma referência na música, um ídolo e amigo.

Abaixo, um depoimento de Pedro Mendes sobre Moraes Moreira, publicado originalmente na página do Facebook do cantor e compositor potiguar:

Antônio Carlos. Assim Eu o Chamava... Antônio Carlos Moreira Pires, Moraes Moreira, nascido em Ituaçu (BA), em 08 de julho de 1947.

Conheci Moraes em 1981, eu tinha 18 anos e ele 33.

Depois de um show do Moraes na Casa da Música Popular Brasileira, levei alguns LPs para Ele autografar. E a cada show do Morares em Natal, lá estava Eu, com mais um disco para ser autografado, até que, depois de um show no Palácio dos Esportes, em 1987, Moraes, a banda dele e eu fomos a um restaurante no Centro de Turismo, aonde fizemos uma bela noitada de papo bom e iniciamos uma grande e boa amizade.

Moraes sempre teve por mim, o que demonstrava ter pelos músicos que ele conheceu "mundo a fora", tratando com muito Carinho, atenção e respeito. São muitas histórias boas de amizade, tal qual o Reveillón de 1997/98, quando a convite do amigo Moraes, fui ao Show dele, em Recife, na praia do Pina...

Uma certa vez, estávamos no restaurante Tiberios, em Natal, após um show meu no Projeto "Seis e meia" e que o Moraes foi assistir no Teatro Alberto Maranhão. E lá no Tiberios, um produtor cultural de Natal, aproveitando a minha ida ao banheiro do restaurante, falava mal de minha pessoa para o Moraes Moreira, que lhe deu a seguinte resposta:

- Olha, eu não quero saber o que o Pedro faz ou deixa de fazer (período que eu enfrentava um sério problema com uso de certas drogas), e completou o amigo Moraes: "só vou te dizer uma coisa: "O Pedro não é Juvenil, o Pedro é Profissional", calando assim a boca desse produtor cultural de Natal, e que prefiro não citar o nome.

Assim, posso dizer seguramente que perdi ontem, o meu maior amigo/Ídolo.

Outra vez, convidei o Moraes para assistir a um show meu em Natal, show esse que fiz em homenagem ao Amigo, cantando assim somente músicas de autoria do Moraes Moreira. E ele assistiu ao show inteiro, fazendo, inclusive, uma participação. E disse ter ficado impressionado com o tanto de músicas dele que eu cantava. E no microfone, com todo o respeito e admiração que demonstrava ter por mim e pelo meu trabalho, o Moraes pronunciou a frase:

"O Pedro Mendes canta mais Músicas minhas do que Eu".

Moraes Moreira partiu nessa segunda feira (13 de Abril de 2020), portanto, a praticamente uma semana do meu aniversário, que é dia 21 de Abril.

Sentirei Saudades do Amigo Antônio Carlos.

Sentirei falta de seu violão, de sua música e de sua inesquecível Amizade.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.