UFRN está entre instituições líderes em pedidos de patentes entre 2013 e 2018
Natal, RN 20 de jun 2024

UFRN está entre instituições líderes em pedidos de patentes entre 2013 e 2018

14 de junho de 2021
UFRN está entre instituições líderes em pedidos de patentes entre 2013 e 2018

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A Unesco lançou na sexta-feira (11) o Relatório de Ciência da Unesco 2021, cujo título é “A corrida contra o tempo por um desenvolvimento mais inteligente: visão geral e cenário brasileiro”. No documento, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) aparece no seleto grupo de instituições com maior número de depósitos de patente entre os anos de 2013 e 2018, com 23 pedidos.

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) também realizou 23. As universidades líderes são Unicamp, USP e UFMG, com 60, cada.

Publicado a cada cinco anos, o relatório fornece uma visão geral da ciência e da política científica. Nele, a Unesco reconhece que os centros de inovação tecnológica dentro das universidades têm prosperado no país, principalmente no que diz respeito ao depósito de patentes, à colaboração com a indústria e à incubação de startups inovadoras.

O relatório da Unesco registra ainda que as prioridades de desenvolvimento foram alinhadas nos últimos cinco anos, e agora países de todos os níveis de renda realçam a transição para economias digitais e verdes. Para acelerar esse processo, os governos estão usando ferramentas de políticas para facilitar a transferência de tecnologia para a indústria. A instituição identifica ainda que a pandemia da covid-19 dinamizou os sistemas de produção de conhecimento.

Empresas registram menor número de patentes

O relatório atesta, com a queda no depósito de patentes pelo setor industrial, que a inovação empresarial tem se mostrado menos dinâmica nos últimos anos. Entre 2000 e 2005, nove empresas se destacavam. No período recente avaliado, apenas duas: a Whirlpool e a Petrobras.

O fato acompanhou a queda nos gastos das empresas com pesquisa e desenvolvimento (P&D) durante 2015-2016. Segundo a Unesco, o investimento empresarial está diminuindo de maneira geral, junto com a participação da produção industrial no PIB e a participação do Brasil no comércio exterior, principalmente no que se refere às exportações de produtos manufaturados de alta tecnologia.

O número de patentes de invenções depositadas no INPI recuou 9% entre 2017 e 2018. Provavelmente, esse é um efeito retardado do menor investimento realizado pelo setor de indústrias de transformação. O setor de serviços fez o oposto, elevando os investimentos em P&D. Isso levou a um aumento de 49% nos pedidos de patentes de programas de software, o que possivelmente reflete a crescente digitalização da sociedade brasileira, incluindo a da própria indústria.

No documento, inteligência artificial e robótica são campos particularmente dinâmicos, com quase 150 mil artigos publicados sobre esses assuntos apenas em 2019. A pesquisa em inteligência artificial (IA) e robótica cresceu em países de renda média baixa, que contribuíram com 25,3% das publicações neste campo em 2019, em comparação com apenas 12,8% em 2015. Nos últimos cinco anos, mais de 30 países adotaram estratégias específicas, entre elas China, Federação Russa, Estados Unidos da América, Índia, Maurício e Vietnã.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.