Francisco do PT pede respeito e reafirma que ocupa relatoria da CPI após acordo político firmado entre governo e oposição
Natal, RN 27 de mai 2024

Francisco do PT pede respeito e reafirma que ocupa relatoria da CPI após acordo político firmado entre governo e oposição

12 de agosto de 2021
Francisco do PT pede respeito e reafirma que ocupa relatoria da CPI após acordo político firmado entre governo e oposição

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O deputado estadual e líder do Governo na ALRN Francisco do PT subiu o tom ao final dos primeiros depoimentos da CPI, na quarta-feira (11), e exigiu respeito da oposição, que insinuou que ele estaria ali, ocupando a relatoria da comissão, por um “favor”.

O presidente da comissão Kelps Lima (Solidariedade), em meio a um bate-boca com o deputado George Soares (PL), chegou a dizer que Francisco “nem deveria estar aqui porque o PT não deveria compor a comissão”.

- Pare com essa história de que estou aqui por um favor. Foi um acordo político. Não fui eu que pedi, não me ofereci para ser relator. Nós cinco estamos aqui objeto de um acordo político. Exijo respeito, assim como respeito todos desta Casa. Estamos aqui porque fomos eleitos por toda a população. Houve um acordo. Não houve favor”, disse Francisco.

Após a temperatura esfriar, Kelps negou que a relatoria fosse um “favor” ao petista, mas comparou o acordo a uma “concessão”:

- Claro que vossa excelência não está aqui de favor. Não vou levar o nome de autoritário. Mas tenho que lembrar as concessões que temos feito”, disse.

Na primeira sessão de depoimentos, a CPI ouviu como testemunhas a servidora da Sesap que atua no setor de compras Vanessa Dantas e o coordenador-geral da Unicat Ralf Medeiros.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.