Homem armado ameaça mulheres em ato contra violência doméstica no Alecrim
Natal, RN 27 de mai 2024

Homem armado ameaça mulheres em ato contra violência doméstica no Alecrim

25 de agosto de 2021
Homem armado ameaça mulheres em ato contra violência doméstica no Alecrim

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Mulheres que marchavam no bairro Alecrim, em Natal, em alusão ao Agosto Lilás, campanha contra a violência doméstica, foram ameaçadas na tarde desta quarta-feira (25) por um homem armado.

Ele estava em uma moto Honda vermelha modelo CB 500X 2021 com placa RGF9C64, desceu do veículo sacando a arma e dispersou as pessoas no meio do comércio do Alecrim, na avenida Presidente Bandeira.

Confira vídeo:

O local do ato foi escolhido em memória de Joice Cilene, de 23 anos, morta a facadas pelo ex-companheiro, dia 11 de agosto em uma calçada do bairro. Ela era natural de Vera Cruz, morava em São Gonçalo do Amarante e vendia doces nos ônibus em Natal. Deixou três filhos, de 9, 6 e 3 anos de idade.

Parlamentares compartilharam vídeo do momento e se manifestaram com repúdio.

“O ato foi interrompido, quase acontecia uma tragédia. Até quando? No Brasil uma mulher é assassinada a cada 2 horas simplesmente por ser mulher. Basta de violência contra as mulheres!”, publicou a vereadora Brisa Bracchi (PT), que levou o tema ao plenário na Câmara Municipal de Natal (CMN).

A vereadora disse que participou da organização da marcha contra o feminicídio e que seu mandato teve representantes na cena. Veja:

Uma participante da manifestação contou que o homem insistia em passar no meio das pessoas de moto.

“Não tinha como ele passar por causa das pessoas que estavam ali presentes. O tumulto se iniciou quando ele começou a fazer confusão, sacou uma arma e apontou para as pessoas presentes no local. Uma mulher passou mal no momento”, destacou, ao lembrar do crime que vitimou Joice Cilene, mãe e trabalhadora.

"Até quando homens vão tentar nos silenciar e interromper nossas falas e vidas?”, questionou, dizendo ter ficado horrorizada como todas as outras que estavam ali.

Durante a sessão na CMN, a vereadora Divaneide Basílio (PT) também se solidarizou com as mulheres: “Não vamos aceitar nenhum passo atrás, não vamos aceitar violência contra a mulher. Nossa equipe participou do ato, estivemos presentes. Nós seguiremos firmes, queremos respeito e queremos uma cidade que a gente possa transitar”.

Nas redes sociais, a deputada federal Natália Bonavides publicou sobre esta tarde: “Dias atrás, Joice Cilene foi assassinada pelo ex no mesmo bairro! Que ele seja identificado e responda pelo crime! Toda solidariedade às vítimas que participaram do ato e foram expostas a mais essa violência!”.

Foto: Allyne Paz

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.