CIDADANIA

Em débito, Prefeitura de Natal faz acordo com hospitais conveniados para normalizar cirurgias

A Prefeitura de Natal firmou, nesta terça-feira (28), acordo que garante a regularização das cirurgias em hospitais conveniados com o Município. Na semana passada, o serviço realizado via Sistema Único de Saúde (SUS) foi suspenso devido ao atraso do pagamento aos prestadores.

Essas unidades privadas são responsáveis por realizar cirurgias gratuitas em Natal nas áreas de pediatria, ortopedia e cardíaca. O acordo foi assinado pelos secretários George Antunes, da Saúde, e Adamires França, da Administração, após duas reuniões de negociação com o prefeito Álvaro Dias (PSDB).

Assinaram o termo de acordo com a Prefeitura representantes do Hospital Memorial, do Incor, do Hospital do Coração e da Prontoclínica Paulo Gurgel.

“Tivemos um aumento muito grande de despesas em função da pandemia da covid-19 e acumulamos débitos com os prestadores de serviços”, reconheceu o prefeito, voltando a colocar parte da culpa no governo estadual.

A dívida do Estado a que se refere é antiga e a atual gestão garante que está cumprindo as parcelas acordadas. Ainda na semana passada, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) esclareceu que foram negociadas as dívidas antigas com cooperativas e prestadores, que somam aproximadamente R$ 30 milhões, e as parcelas estão sendo honradas pontualmente. Além disso, a Sesap mantém o repasse para a Farmácia Básica de todos os 167 municípios do estado.

Segundo o secretário municipal de Saúde, George Antunes, nesta mesma terça as instituições se comprometeram em organizar suas agendas para programar o atendimento aos pacientes que estão na fila. “Além das cirurgias pediátricas, são dois hospitais especializados em ortopedia e dois em cardiologia. O acordo com os anestesistas já havia sido fechado e a Coopmed manteve a normalidade dos serviços”, detalhou.

O acordo foi celebrado nos mesmos moldes do que recentemente foi fechado pelo Governo do Estado, pelos débitos que o prefeito questiona e os renegociou.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo