ABC-RN contrata condenado por esfaquear ex-namorada, após campanha sobre violência contra a mulher; torcida protesta
Natal, RN 25 de jun 2024

ABC-RN contrata condenado por esfaquear ex-namorada, após campanha sobre violência contra a mulher; torcida protesta

14 de julho de 2022
5min
ABC-RN contrata condenado por esfaquear ex-namorada, após campanha sobre violência contra a mulher; torcida protesta

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O atacante Wesley Pionteck, de 26 anos, chega ao Rio Grande do Norte rejeitado pela torcida do seu novo clube, o ABC. O atleta foi condenado em 2019 por esfaquear uma ex-namorada, mas a diretoria do time não vê problema na contratação após o cumprimento da pena, que foi de um ano e quatro meses em regime aberto.

“A gente entende que o atleta cumpriu na justiça, pagou na justiça, o que ele devia. Depois desse episódio, ele tem tido boa conduta onde passa. É um profissional e que precisa trabalhar. O ABC está abrindo as portas pra ele recomeçar mais uma vez a sua carreira, como já esteve em outros clubes. E nós estamos agora trabalhando em cima da parte técnica do atleta”, declarou o diretor de futebol do ABC, Gustavo Cartaxo.

Torcidas organizadas discordam, estenderam faixas de protesto nas passarelas do Natal Shopping e de Capim Macio e apontam contradição. Um grupo de mulheres da “Camisa 12” realizou também ato na terça-feira (12) lembrando a campanha de conscientização sobre violência contra a mulher realizada pelo Mais Querido: “Não se cale”.

"Bira [presidente do ABC], e se fosse a sua filha?"

Em maio deste ano, o Alvinegro Potiguar chegou a lançar uma linha de camisetas com esse tema, estampando o símbolo da mão em dois modelos, preto com roxo e branco.

“A torcida tem recebido a notícia de forma muito negativa. Na realidade mesmo com a confirmação da contratação e publicação no BID, a ala feminina está sem acreditar. No mês de Maio o clube lançou uma campanha de combate à Violência Doméstica, vendeu camisa, fez vídeo nas redes sociais com algumas torcedoras e passou boa parte das últimas semanas falando sobre a importância da presença feminina no estádio e segue desde maio com entrada gratuita para mulheres nos jogos”, argumentou a torcedora Bia Alves.

Da Camisa 12, ela disse ainda que o tema “Não se cale” representa algo que todas as mulheres buscam na sociedade: espaço para validar as próprias falas.

“A crítica não é ao atleta, pois ele já cumpriu a pena mesmo que em regime aberto, de acordo com o que a justiça brasileira permite. Mas é ao ABC por usar uma causa social de forma contraditória”, continuou. “O atleta tem direito de seguir sua vida normalmente, mas o ABC enquanto instituição precisa respeitar a grande torcida feminina que possui, além de que o nome do estádio é um dos únicos do Brasil que carrega o nome de uma mulher [Estádio Maria Lamas Farache (Frasqueirão)]”, concluiu, lamentando a semana “pesada” para as mulheres que vivem no Brasil.

Confira nota da torcida:

[embed]https://www.instagram.com/p/Cf7WPKwslu8/[/embed]

A torcida “Movimento 90” também se pronunciou publicamente, também criticando a aparente demagogia do clube diante da campanha.

“Aparentemente, essa era uma pauta importante. Tão importante que foi criado e lançado um produto exclusivo, além de postagens em redes sociais. A campanha foi lançada em abril. Corta para 8 de julho... Poucos meses depois, possibilidade de contratação do jogador Wesley Pionteck, condenado pela Justiça por lesão corporal à sua ex-namorada, coloca em evidência a notável incoerência do Clube quanto às suas ações. Wesley é culpado por agredir a companheira, de posse de uma faca, com socos e pontapés, e pode ser anunciado como o mais novo reforço do alvinegro”, publicou no sábado (9), quando o ABC ainda negava que o acerto estava fechado.

Veja post:

[embed]https://www.instagram.com/p/CfytsPNrQGh/[/embed]

No sábado (9) o clube negou que Wesley começaria os treinos na segunda, afirmando que se tratava apenas de um dos nomes estudados. Mas na quarta-feira (13) publicou nas redes sociais que o atleta tinha se juntado ao grupo no primeiro dia útil da semana.

SAIBA MAIS: ABC-RN estuda contratar atacante condenado por agredir mulher

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.