Petrobras vai investigar manchas de óleo encontradas no litoral da Grande Natal
Natal, RN 3 de mar 2024

Petrobras vai investigar manchas de óleo encontradas no litoral da Grande Natal

25 de setembro de 2023
3min
Petrobras vai investigar manchas de óleo encontradas no litoral da Grande Natal

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar
A Petrobras vai investigar o aparecimento de novas manchas de óleo no litoral potiguar, desta vez na Praia de Camurupim, no município de Nísia Floresta. Segundo o presidente da estatal, o ex-senador Jean Paul Prates, ainda não se sabe a origem do óleo, mas já no sábado - primeiro dia em que as manchas foram avistadas -, se iniciou uma inspeção em cinco plataformas diferentes da empresa As vistorias foram feitas nas plataformas nas plataformas PAG-1, PAG-2, PAG-03, PBIQ-01 e Pescada, mas nenhuma anormalidade foi encontrada. Também houve um sobrevoo na área, que novamente não localizou quaisquer vestígios.  Ainda assim, para esta segunda-feira (25), a Petrobras iniciou outras ações. Entre as medidas anunciadas, estão a inspeção em um duto de Pescada; o envio de amostra do óleo para análise no Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (CENPES) - unidade voltada para a pesquisa, desenvolvimento e engenharia básica -; a elaboração de um relatório detalhado das ações tomadas pela empresa, e o contato com o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do RN (Idema) para oferecer apoio em sobrevoo e limpeza nas praias.  Segundo Bismarck Pereira, secretário de Meio Ambiente de Nísia Floresta, todo o óleo localizado já foi retirado e a praia está própria para banho e circulação. “Coletamos todo o óleo. Ele já está armazenado em local seguro para ter seu destino final adequado. No domingo fizemos um repasse. Ainda tiramos pouco óleo, tinha pouco mas tinha, e hoje tá tudo normal, não tem mais óleo na praia. Está tudo ok. Até sexta-feira (29) vamos monitorar”, informou o secretário. Histórico Em 2019 várias praias, principalmente do litoral nordestino, foram atingidas por petróleo cru. Foram cerca de cinco mil toneladas de óleo derramado no mar. As manchas vieram de um navio petroleiro grego, segundo a investigação da Polícia Federal. Já no final de agosto do ano passado, novos resíduos oleosos voltaram a aparecer no litoral de alguns estados do Nordeste, entre a Paraíba e a Bahia, mas não tiveram relação com o derramamento de óleo registrado no segundo semestre de 2019, de acordo com a conclusão feita pelo Ministério da Ciência e Tecnologia. Confira a nota do presidente da Petrobras, Jean Paul Prates: SOBRE ÓLEO NAS PRAIAS A respeito de óleo encontrado nas praias, de origem ainda não identificada, como parte do dever de diligência que nos cabe, ontem mesmo (sábado), tomar conhecimento das ocorrências, solicitei às nossas equipes da Petrobras as seguintes providências: 
  1. Inspeção nas Plataformas PAG-1, PAG-2, PAG-03, PBIQ-01 e Pescada.
– Não foram observados indícios de vazamento de óleo. – Plataforma PAG-01: Sem anormalidades. – Plataforma PAG-02: Sem anormalidades. – Plataforma PAG-03: Sem anormalidades. – Plataforma PBIQ-01: Sem anormalidades. – Plataforma de Pescada: Sem anormalidades.
  1. Sobrevoo da Área.
– Durante o sobrevoo, não foram identificados quaisquer vestígios de óleo. – Será realizado outro sobrevoo no dia seguinte.
  1. Coleta de Amostras do Óleo.
AÇÕES PLANEJADAS:
  1. Inspeção do Duto de 26″ de Pescada.
– Prazo para conclusão: 25/09.
  1. Envio de Amostra do Óleo para Análise no CENPES.
– Prazo para conclusão: 25/09.
  1. Elaboração de Relatório Detalhado das Ações Tomadas pela Petrobras.
– Prazo para conclusão: 25/09.
  1. Contato com o IDEMA para Oferecer Apoio em Sobrevoo e Limpeza das Praias.
– Contato agendado para a manhã desta segunda-feira. Jean-Paul Prates Presidente da Petrobras

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.