Instituto Internacional de Física: estudantes têm Vivência Científica
Natal, RN 27 de fev 2024

Instituto Internacional de Física: estudantes têm Vivência Científica

6 de dezembro de 2023
3min
Instituto Internacional de Física: estudantes têm Vivência Científica
Foto: Jana Sá

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Até o próximo dia 8 de dezembro, 21 estudantes entusiastas da física experimentam a Vivência Científica através de um programa de atividades promovido pelo Instituto Internacional de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (IIF-UFRN).

Através de palestras, tutoriais, seminários e aulas, incluindo uma visita ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno para a observação do lançamento de balões, o evento tem buscado, desde o último dia 4 de dezembro, fazer a abordagem sobre temas diversos da física, além das apresentações de painéis pelos próprios alunos, compartilhando experiências e trabalhos já realizados. Ao todo, são onze professores envolvidos.

De acordo com um dos organizadores, o professor Fernando Sobreira, a essência da Vivência Científica é inspirar estudantes na faixa etária de 15 a 18 anos a se envolverem no universo da física.

"Queremos motivar esses jovens que estão concluindo o ensino médio a explorar a ciência, mais especificamente a física, proporcionando-lhes um contato com os temas da fronteira de física, algo que provavelmente não tiveram durante sua trajetória escolar", conclui Sobreira.

Os participantes foram divididos em quatro grupos distintos. O primeiro grupo de alunos é formado por seis medalhistas pelo Torneio de Física para Meninas (TFM). O segundo grupo inclui cinco selecionados da Escola de Jovens Talentos do IIF, para os quais a participação na Vivência representa a segunda fase dessa escola. O terceiro grupo é composto por alunos selecionados da Escola de Talentos do Instituto Principia. Por fim, o quarto grupo de cinco alunos provém da Escola de Talentos do Instituto Metrópole Digital.

Segundo o professor Klaus Capelle, diretor do evento, a inspiração para a Vivência Científica surgiu após o Instituto ter realizado no ano passado a segunda fase da sua Escola de Jovens Talentos, tendo cinco alunos selecionados para a participação presencial em Natal. Durante essa experiência, os alunos participaram diariamente de inúmeras atividades ao longo da semana.

"A ideia deste ano é utilizar as parcerias existentes com os Institutos, a Escola de Talentos e o TFM para ampliar os benefícios e o número de alunos selecionados, proporcionando esta vivência do Instituto a um grupo mais extenso de estudantes. Em resumo, trata-se de uma evolução do que realizamos no ano anterior", complementa Capelle.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.