No RN, 19 municípios receberão vacina contra dengue em fevereiro
Natal, RN 23 de fev 2024

No RN, 19 municípios receberão vacina contra dengue em fevereiro

25 de janeiro de 2024
4min
No RN, 19 municípios receberão vacina contra dengue em fevereiro
Foto: Fiocruz

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Considerados em situação endêmica, um total de 19 municípios do Rio Grande do Norte, foram selecionados pelo Ministério da Saúde para receber a vacina contra a dengue a partir de fevereiro. O imunizante será disponibilizado à população via Sistema Único de Saúde (SUS), sendo o Brasil o primeiro país do mundo a disponibilizar o imunizante no sistema público.

Três critérios foram levados em consideração para selecionar as cidades localizadas em 16 estados, além do Distrito Federal, como as primeiras a receber a vacina: serem municípios de grande porte, com mais de 100 mil habitantes; terem registrado alta transmissão de dengue no período 2023-2024; e terem maior predominância do sorotipo DENV-2.

No Rio Grande do Norte receberão a vacina contra dengue as cidades de: Natal, Parnamirim, Extremoz, São Gonçalo do Amarante, Macaíba, Mossoró, Baraúna, Apodi, Upanema, Tibau, Governador Dix-Sept Rosado, Felipe Guerra, Caraúbas, Serra do Mel, Areia Branca, Messias Targino, Grossos, Janduís e Augusto Severo (Campo Grande).

Em todo o Brasil, 521 municípios receberão a vacina, que será aplicada em crianças e adolescentes de 10 a 14 anos, já que essa foi a faixa etária que concentrou o maior número de hospitalizações por dengue. Segundo o Ministério da Saúde, entre janeiro de 2019 e novembro de 2023, foram efetuadas 16,4 mil hospitalizações de crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos por dengue. Apenas o grupo dos idosos, que não foi autorizado a receber a vacina, teve um maior número de internações.

Por enquanto, ainda não foi divulgada a data para envio das vacinas aos estados. A seleção dos municípios foi necessária, segundo o Ministério da Saúde, por causa da capacidade limitada de fornecimento de doses pelo laboratório fabricante da vacina contra a dengue, o Takeda. 

O Brasil encomendou um total de 1,32 milhão de doses, uma 1ª remessa com 757 mil doses chegou ao país no último sábado (20) e uma 2ª remessa com mais 568 mil doses está prevista para fevereiro. Ao todo, o Ministério da Saúde adquiriu o estoque de 5,2 milhões de doses disponibilizado pelo fabricante para 2024. Mais 9 milhões de doses já foram compradas para 2025.

O esquema vacinal será composto por duas doses da vacina, com intervalo de três meses entre elas. A vacina Qdenga, produzida pelo laboratório Takeda, foi incorporada ao SUS em dezembro do ano passado, após análise da Comissão Nacional de Incorporações de Tecnologias no SUS (Conitec).

Boletim

Entre janeiro e dezembro de 2023, foram notificados 12.048 casos de dengue no Rio Grande do Norte, sendo 2.430 confirmados, 4.131 descartados, 7.917 prováveis e três óbitos registrados. A média de incidência da doença foi de 222 casos de dengue para cada 100 mil habitantes no estado, segundo o boletim epidemiológico mais recente da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

O mesmo boletim revela que nesse período foram registrados em Natal 1.241 casos confirmados de dengue, foram 209 em Parnamirim, 14 em Extremoz, 84 em São Gonçalo do Amarante, 11 em Macaíba, 222 em Mossoró, 1 em Baraúna, 1 em Apodi, 17 em Upanema, 0 em Tibau, 3 em Governador Dix-Sept Rosado, 0 em Felipe Guerra, 1 em Caraúbas, 0 em Serra do Mel,5 em Areia Branca, 1 em Messias Targino, 0 em Grossos, 8 em Janduís e 0 em Campo Grande.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.