RN tem proporção de alunos em tempo integral abaixo da média nacional
Natal, RN 16 de abr 2024

RN tem proporção de alunos em tempo integral abaixo da média nacional

23 de fevereiro de 2024
2min
RN tem proporção de alunos em tempo integral abaixo da média nacional
Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Apesar de os estados nordestinos se destacarem no ranking de alunos no tempo integral da rede pública no país, o número de estudantes Rio Grande do Norte matriculados nessa modalidade ainda é, proporcionalmente, inferior à média nacional, tanto no ensino fundamental quanto no médio. Os dados são do Censo Escolar, levantamento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) que se refere ao ano de 2022 e foi divulgado na quinta-feira (22).  

No ensino fundamental, a média nacional foi de 17,5%. Rio Grande do Norte (11,2%) e Pernambuco (11%) foram os únicos estados da região com percentuais inferiores.

O Ceará está no topo da lista, com 51,4%, seguido por Piauí (48,9%), Maranhão (40,3%) e Tocantins (35,7%). Depois aparecem São Paulo (21,9%) e mais estados do Nordeste: Alagoas (20,4%), Paraíba (19,5%), Sergipe (18,9%) e Bahia (17,7%). Rondônia é o estado com pior índice: 2,9%.

Já na pesquisa do ensino médio em escolas públicas, o Brasil registrou em 2022 que 21,9% das matrículas se referiam a estudantes com mais de sete horas diárias de aula, enquanto o RN, 15,9%.

Pernambuco tem o maior índice, com 66,8%. Paraíba (55%), Ceará (49,1%), Piauí (45,4%) e Sergipe (33,3%) aparecem em seguida. O Distrito Federal é a unidade com pior índice, apenas 5%.

O Censo Escolar é a principal pesquisa estatística da educação brasileira. Ele é coordenado pelo Inep, que é o órgão de pesquisa do Ministério da Educação, mas é realizado com a participação de todas as escolas públicas e privadas do país, que repassam seus dados.

A pesquisa inclui todas as etapas e modalidades da educação básica e profissional: ensino regular (educação infantil e ensino fundamental e médio); educação especial (escolas e classes especiais); educação de jovens e adultos (EJA); educação profissional e tecnológica (cursos técnicos e cursos de formação inicial continuada ou qualificação profissional).

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.