CULTURA

Produtora de Regina Duarte deve quase R$ 320 mil captados via lei Rouanet

A empresa A Vida é Sonho Produções Artísticas, da atriz Regina Duarte, deve ao Governo Federal R$ 319,6 mil captados via lei Rouanet. A produtora utilizou a lei para buscar financiamento para três projetos que, juntos, somavam R$ 1,4 milhão.

A informação foi publicada nesta sexta-feira pela revista Veja. A lei Rouanet é um principais alvos de fake news divulgadas pela tropa bolsonarista para criminalizar o segmento artístico brasileiro.

De acordo com reportagem, a área técnica do Ministério da Cultura reprovou em março de 2018 a prestação de contas de um dos projetos, Coração Bazar, peça para a qual Regina Duarte captou R$ 321 mil com base na legislação. Pela decisão, que corre sob sigilo, a atriz terá de restituir R$ 319,6 mil ao Fundo Nacional da Cultura. A conta só não foi cobrada ainda porque houve apresentação de um recurso.

Regina Duarte foi escolhida pelo presidente da República Jair Bolsonaro para substituir Roberto Alvim na secretaria nacional de Cultura. O antecessor dela foi demitido depois de gravar um vídeo inspirado num texto do ministro da Propaganda nazista Joseph Goebbels.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo