Estudo avalia que 350 mil trabalhadores da área da saúde podem estar sob risco de contaminação no Nordeste
Natal, RN 27 de mai 2024

Estudo avalia que 350 mil trabalhadores da área da saúde podem estar sob risco de contaminação no Nordeste

16 de abril de 2020
Estudo avalia que 350 mil trabalhadores da área da saúde podem estar sob risco de contaminação no Nordeste

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Por Vilma Torres da Agecom/UFRN

O Observatório do Nordeste para Análise Sociodemográfica da Covid-19 (ONAS-Covid19) da UFRN publicou uma análise demográfica traçando o perfil dos profissionais de saúde no Nordeste. O estudo é assinado pelas professoras do programa de pós-graduação em Demografia da UFRN Jordana Cristina de Jesus, Luana Junqueira Dias Myrrha e Karina Cardoso Meira, e chama a atenção para um universo de mais de 350 mil trabalhadores de serviços de saúde que podem estar sob risco de contaminação na pandemia da Covid-19.

Os profissionais de saúde expostos ao vírus não se resumem a médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas e assistentes sociais. Há uma série de outras ocupações essenciais igualmente expostas aos doentes nas unidades de saúde e que precisam de atenção e proteção especial, como recepcionistas, auxiliares de serviços gerais, copeiros, almoxarifes, auxiliar de lavanderia e limpeza, cozinheiros, coletores de resíduos, arquivistas, técnicos em nutrição, entre outras inúmeras funções.

O que o estudo do ONAS-Covid19 fez foi mapear o tamanho deste grupo e analisar que profissionais estariam em maior risco. Os dados foram subsidiados pela Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) de 2017, que identifica os trabalhadores vinculados a estabelecimentos de atividades de atenção à saúde que compreendem “atividades de hospitais gerais ou especializados, hospitais psiquiátricos, centros de medicina preventiva, consultórios médicos e dentários, clínicas médicas e outras atividades ambulatoriais”.

De acordo com a RAIS, no Nordeste existem 350 mil trabalhadores vinculados a algum estabelecimento de atenção à saúde humana, tanto público como privado. A maior oferta desses trabalhadores está em Sergipe, onde há 998 trabalhadores no setor de saúde para cada 100 mil moradores. A menor disponibilidade está no Maranhão, com apenas 359 trabalhadores para o mesmo montante populacional. O Rio Grande do Norte tem o terceiro menor número na região, com 491 profissionais.

Mapa 1 – Número de trabalhadores com vínculo ativo a algum estabelecimento de atenção à saúde humana a cada 100 mil habitantes, Nordeste, 2017 (350 mil trabalhadores). Fonte: RAIS, 2017.

Ainda de acordo com a análise dos dados fornecidos pela RAIS, os trabalhadores estão distribuídos por 852 municípios distintos, sendo que cerca de 171 mil estão concentrados em apenas cinco capitais: Salvador (BA), Recife (PE), Fortaleza (CE), Teresina (PI) e Aracaju (SE). O estudo da ONAS-Covid19 ainda considera que 63,7% (221 mil profissionais do total de 350 mil) estão realizando atividades que os expõe diretamente ao risco de contaminação, conforme o gráfico abaixo:

Gráfico 1 – Distribuição dos trabalhadores em exposição direta à possibilidade de contágio pela Covid-19 por tipo de ocupação (221 mil trabalhadores). Fonte: RAIS, 2017.
As mulheres representam um grupo majoritário de 78% dos profissionais expostos ao risco e metade delas concentra-se na faixa etária dos 30 aos 42 anos. As mulheres com mais de 60 anos, considerada uma faixa etária de alto risco para a Covid-19, formam um grupo de 5.033 mulheres, distribuídas nas mais diversas atividades de cuidado com a saúde. O estudo chama a atenção para o fato de que, sendo mulheres, estas tendem a ser também a acumular a responsabilidade pelo cuidado com suas famílias.

O estudo completo pode ser acessado neste link.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.