Dois vereadores representam Agenda Marielle Franco no Rio Grande do Norte
Natal, RN 22 de abr 2024

Dois vereadores representam Agenda Marielle Franco no Rio Grande do Norte

1 de março de 2021
Dois vereadores representam Agenda Marielle Franco no Rio Grande do Norte

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

“Marielle vive em nós, hoje e sempre”, disse a vereadora Divaneide Basílio, do PT, que vai representar em Natal a Agenda Marielle, um conjunto de ações elaboradas pelo Instituto que atua em território nacional e leva o seu nome. No Rio Grande do Norte, apenas outro nome faz parte da agenda: Professor Veranilson, eleito vereador de Caicó pelo PP.

O objetivo da agenda é multiplicar em todo Brasil 12 projetos de lei apresentados pela vereadora carioca nas áreas de direitos das mulheres, política antirracista e direitos humanos. Essa ação marca o início das atividades de março, mês de luta das mulheres.

São 81 pessoas, a maioria mulheres, que se comprometeram voluntariamente ainda durante a campanha a apresentar os pacotes de PLs em 54 cidades brasileiras. Em todo o Brasil, 745 candidaturas chegaram a assinar a agenda.  Para finalizar a adesão, os candidatos respondiam a questionário para avaliação.

“Não são apenas projetos, são sonhos, vidas, identidade, representatividade e coletividade”, avisa a vereadora Divaneide. “Somos sementes de Marielle e iremos florescer todos os dias, porque somos muitas vozes juntas e não nos calaremos frente às injustiças, desigualdades e toda e qualquer forma de preconceito. Lutaremos em todos os campos. Na Câmara, daremos voz e seremos voz coletiva, desse legado que nos chama à luta de forma permanente”, prosseguiu.

Uma das propostas que serão protocoladas é para criação do “Dia Marielle Franco de Enfrentamento à Violência Política contra Mulheres Negras, LGBTQIA+ e periféricas”, em referência ao assassinato político da vereadora que, em 2021, completa três anos sem solução.

O Instituto Marielle constatou em pesquisa desenvolvida com a parceria da Justiça Global e da Terra de Direitos, que 98,5% das candidatas negras sofreram violência política durante a campanha de 2020. Entre as violências relatadas estão violências virtual (78%), moral e psicológica (62%), institucional (55%), racial (44%), física (42%), sexual (32%) e de gênero (28%).

“Cada projeto que vamos apresentar manterá viva não apenas a história de Marielle, mas a história de muitas Marielles, que foram ou são silenciadas cotidianamente. Eu me sinto orgulhosa de ter lutado pela Comenda Marielle Franco, de presidir a Comissão de Direitos Humanos da Câmara e de poder dar continuidade a essa história coletiva, de respeito às memórias, trajetórias e políticas públicas”, declarou Divaneide.

O vereador de Caicó Veranilson ingressou na política nos movimentos estudantil e sindical e, por essa razão resolveu aderir à agenda. “Como professor, eu me identifico com as angústias que a pauta da Marielle Franco trouxe. Vivencio e vejo nas escolas que trabalho, principalmente os alunos de periferia, os negros, as pessoas trans”, conta ele, ao antecipar que pretende apresentar a partir do próximo mês os projetos que dialogam com a agenda.

Veranilson, que já passou pelos partidos PT, PEN e PCdoB, conta que lhe chamou atenção a ideia de participação popular proposta pelo Instituto e está criando o que nomeou “comitês cidadãos” para ouvir as comunidades. “Isso é fundamental para fazer um mandato propositivo e com resultado. Para que as pessoas possam ver a importância de eleger um vereador ligado às pautas que angustia a população mais vulnerável de forma geral”.

O vereador garante que vai inserir os temas da agenda pra tentar fazer com que as ideias de Marielle sejam cada vez mais disseminadas: “Foi uma luta difícil a nossa campanha e eu tenho o dever moral de aproveitar as minhas origens pra ampliar aqui essas demandas que são nacionais, mas que até o momento não foram abraçadas por nenhum vereador. A gente pretende ser esse divisor de águas”.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.