CIDADANIA

Pacto com hospitais privados viabiliza mutirão de cirurgias vasculares da rede estadual do RN

A Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap-RN) pactuou a realização de cirurgias vasculares com os hospitais particulares Rio Grande, em Natal, e Wilson Rosado e São Luiz, em Mossoró. O número de pacientes na fila de espera na rede pública é de 268 e a expectativa é que os procedimentos possam ser realizados em três meses a partir de 1º de dezembro. O período da contratação pode ser prorrogado.

O acordo, a pedido da gestão do Estado, se deu na Justiça Federal no dia 17 de novembro, através dos autos da Ação Civil Pública movida pelo Conselho Regional de Medicina do RN (Cremern). Também participaram da audiência representantes do Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal, Defensoria Pública do Estado e a Defensoria Pública da União.

A intenção é acabar com a fila para cirurgias, sobretudo dos pacientes com a doença conhecida como “Pé Diabético”. Quanto maior a demora, maior o risco de amputação ou morte por infecção generalizada.

De acordo com a secretária adjunta da saúde do RN, Liane Ramalho, em entrevista à Inter TV, a Sesap procurou durante o último ano contratar hospitais privados, que não haviam demonstrado interesse no serviço.

“Nos últimos 30 dias fizemos uma aproximação maior, com os órgãos de controle, Ministério Público e Justiça Federal, para que eles nos apoiassem junto a serviços privados e pudéssemos construir uma tabela de procedimentos e de cirurgias que fosse atrativa pra esses prestadores considerarem possível aderir a essa proposta”.

Segundo a Sesap, atualmente são realizadas 100 cirurgias por mês, em média, no Hospital da Polícia Militar, que tem 30 leitos para essa especialidade, além de sete cirurgias semanalmente no Hospital Santa Catarina, com 10 leitos. O estado conta ainda com mais 30 leitos de retaguarda no Hospital Geral Dr. João Machado.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo