Pescadores e moradores da Vila de Ponta Negra vão discutir engorda da praia
Natal, RN 15 de jun 2024

Pescadores e moradores da Vila de Ponta Negra vão discutir engorda da praia

18 de julho de 2023
5min
Pescadores e moradores da Vila de Ponta Negra vão discutir engorda da praia

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Quanto tempo vai durar a obra de engorda da paria de Ponta Negra? Como vai ficar a pesca nesse período? Como ficará depois? A partir de quando os pescadores poderão voltar ao mar? Essas são apenas algumas das inúmeras dúvidas que serão discutidas nesta quarta (19), a partir das 17h, no Centro Pastoral da Paróquia da Vila de Ponta Negra, que fica na rua Manoel Coringa de Lemos, nº 441.

Além das mudanças na dinâmica marinha e do tempo que as pessoas ficarão sem acesso à praia, um outro questionamento está em torno do sistema de drenagem das águas da chuva.

Acompanhamos essa questão desde 1998 quando o sistema foi implantado. Com o tempo os problemas só se agravaram e a Prefeitura é omissa, o abandono é óbvio. Não adianta trazer areia para a praia porque na primeira chuva a enxurrada leva”, critica Nevinha Valentim, que integra o Fórum Vila em Movimento e a Rede Manguemar.

O funcionamento do sistema de drenagem da água das chuvas também foi uma questão levantada pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) e que deveria estar previsto Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) entregue pela Prefeitura do Natal ao solicitar a Licença Ambiental para a obra.

O Idema solicitou esclarecimento no dia 27 de junho deste ano, a Prefeitura respondeu em 10 de julho e o documento encontra-se em análise pelo Instituo.

Alguns pescadores de Ponta Negra já declararam ser contra a obra.

Nós não queremos essa obra porque a praia é um projeto de Deus e duvido que o nosso projeto possa ser melhor que o d'Ele. O que temos que fazer é subir e deixar a natureza fazer a parte dela. Não adianta lutar contra a natureza”, comentou Seu Zezé, que é pescador, durante reunião da Rede Manguemar com a SPU (Superintendência do Patrimônio da União).

Praia de Ponta Negra, em Natal (RN) I Foto: Mirella Lopes
Praia de Ponta Negra, em Natal (RN) I Foto: Mirella Lopes

O que se sabe

Com a engorda a promessa é de alargar a faixa de areia da praia em até 100 metros, na maré seca, e 50 metros na maré cheia. A obra foi orçada em R$ 75 milhões e apontada por estudos como a melhor solução para manter a atual dinâmica da praia, com utilização por banhistas, pescadores e esportistas, além do comércio em seu entorno.

Na 1ª etapa, segundo a Prefeitura do Natal, está sendo feita a fase do enrocamento, que conta com uma faixa de 400 metros de blocos já concluídos de um total de 1.700. Os blocos são parte do projeto de proteção costeira para reduzir a erosão da praia e do Morro do Careca.

Na 2ª etapa será feita a mudança no sistema de drenagem para reduzir a força das águas pluviais que chegam à praia e levam a areia, contribuindo para erosão.

Já a 3ª e última etapa será o aterro hidráulico, como também é chamada a engorda. A areia será retirada com uma draga de sucção de uma jazida próxima à costa da Praia de Areia Preta, na altura do Farol de Mãe Luíza. O material será depositado aos poucos em trechos a cada 200m na praia. Após o transporte de areia, será necessária uma terraplanagem com espalhamento, compactação e nivelamento do aterro por meio de tratores.

Os pescadores da Vila de Ponta Negra não querem a obra como está no projeto. É mais uma violência e aprofundamento da exclusão da comunidade originária da Vila. A cada projeto de intervenção o espaço das embarcações é reduzido e pode ser definitivamente suprimido com essa obra”, acrescenta Nevinha Valentim.

SERVIÇO:

O Fórum Vila em Movimento e a Rede Manguemar convidam para a Audiência Pública que tem como objetivo promover a discussão POPULAR da Engorda da Praia de Ponta Negra e seus Impactos Socioambientais:
1. Na atividade da Pesca Artesanal;
2. Na Economia da Vila de Ponta Negra;
3. Na vida das trabalhadoras/es e dos usuários que dependem da praia para as mais diversas atividades;
4. No sistema de drenagem de águas pluviais.
Data: 19.07.2023
Hora: 17:00
Local: Centro Pastoral da Paróquia da Vila de Ponta Negra
Endereço: Rua Manoel Coringa de Lemos, 441 – Vila de Ponta Negra – Natal

Saiba +

Engorda de Ponta Negra: Prefeitura de Natal sabia há cinco anos de questões que diz não ter tempo de responder

Prefeitura de Natal tem 30 dias para responder 40 questões feitas pelo Idema para licenciar engorda de Ponta Negra

Engorda de Ponta Negra: Prefeitura entrega respostas a questionamentos do Idema para licenciamento de obra

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.