3R aumenta preço da gasolina pela 5ª vez no RN; diesel sobe R$ 0,25
Natal, RN 22 de abr 2024

3R aumenta preço da gasolina pela 5ª vez no RN; diesel sobe R$ 0,25

3 de agosto de 2023
4min
3R aumenta preço da gasolina pela 5ª vez no RN; diesel sobe R$ 0,25

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Desde que comprou os campos de produção da Petrobras no Rio Grande do Norte, no início de junho, a 3R Petroleum aumentou o preço da gasolina tipo A vendida às distribuidoras pela 5ª vez nesta quinta (3). Com isso, o litro da gasolina subiu quase R$ 0,10 em apenas uma semana, passando de R$ 3,2044 para R$ 3,2996. Em menos de um mês, apenas a gasolina subiu de preço cinco vezes, entre 06 de julho e 03 de agosto, segundo os dados fornecidos pela 3R Petroleum.

Diesel sobe R$ 0,25

O diesel A S500 também sofreu alta nesta quinta, passando de R$ 3.341 para R$ 3.591, o que implica num aumento de R$ 0,25. Essa é a quarta vez que o diesel tem alta depois que a 3R comprou o polo potiguar que pertencia à Petrobras.

Além disso, o gás GLP também teve alta no da 1º de agosto, passando de R$ 2.435 para R$ 2.483.

O processo de compra das 27 plataformas de águas rasas, os 20 campos produtores de petróleo em terra, assim como a refinaria Clara Camarão, foi assinado pela 3R Petroleum no início de 2022, ainda no governo Bolsonaro, e concluído no dia 09 de junho. A empresa 3R pagou 1 bilhão e 98 milhões de dólares pelo Polo Potiguar, que produzia cerca de 6 bilhões de dólares brutos por ano, sem tirar as despesas.

3R tem gasolina mais cara do país

Um levantamento realizado pelo Observatório Social do Petróleo (OSP) apontou que a gasolina da 3R Petroleum, produzida na Refinaria Potiguar Clara Camarão, no Rio Grande do Norte, é a mais cara do país, com um valor cerca de 27% mais alto do que a gasolina vendida pela Petrobras. Para a pesquisa, foram levados em consideração os preços do mês de julho, ou seja, antes do novo aumento desta quinta (3), no mês de agosto.

Fim de paridade

Desde maio, a Petrobras anunciou o fim dos reajustes no preço do diesel e da gasolina com base no mercado internacional de preços para evitar o repasse da volatilidade dos preços internacionais para o mercado interno. Segundo a estatal, os reajustes continuarão a acontecer, mas sem uma periodicidade definida e a partir de outros parâmetros.

É, justamente, a partir da paridade internacional de preços que a 3R estabelece o preço cobrado pela sua produção de combustível.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.