O Machismo Histriônico da Turba Bolsonarista
Natal, RN 15 de jun 2024

O Machismo Histriônico da Turba Bolsonarista

4 de agosto de 2023
4min
O Machismo Histriônico da Turba Bolsonarista

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A fedentina produzida pelo chorume FASCISTA-BOLSONARISTA ainda paira no ar. Foram QUATRO ANOS daquele beócio no poder. Aquele que fazia chacota das pessoas que estavam MORRENDO com falta de ar devido a sua SABOTAGEM contra as vacinas. Isso está registrado e nenhum biltre bolsonarista-fascista ou fascista-bolsonarista, pode negar. Aliás podem, porque essa turba tem o cérebro localizado em partes que não cabe revelar. Todos já devem saber do que estou falando.

Esse chorume permanece vivo e atuante. Em todos os campos. Aqui em Natal, basta sintonizar nas FM’s e você ouvirá aberrações que beiram ao escárnio. Os fascistas tupiniquins são, de fato, ignorantes em alto estilo. Adoram “passar o recibo” da sua burrice. Aliás temos DOIS DEPUTADOS FEDERAIS que rezam na cartilha fétida do fascismo, um deles inclusive se deu ao “luxo” de fazer discursos em frente aos quartéis. O “luxo” do lixo. É um asselvajado delirante que, me parece, temer encontrar o presidente da Venezuela debaixo da sua cama, tal é a fobia que esse cidadão tem do líder venezuelano.

Os exemplos desse chorume estão espalhados. Eu vou citar um que é ligado ao esporte. Um tal de “pilhado”. Vocês leram corretamente: “pilhado”. O nome da fera bolsonarista é Thiago Asmar que tem um canal no You Tube, com DOIS MILHÕES E DUZENTOS E CINQUENTA MIL inscritos e que é o espaço em que este brucutu dispara todo tipo de mentiras, escrachos e recalques. É uma figura patética.

Esta semana esse beócio deu um “surto de pelancas” no seu programa esportivo diário, esculhambando a seleção feminina de futebol, com linguajar rasteiro e mostrando todo seu MACHISMO. Foi uma coisa tão grotesca que até seus colegas de bancada se envergonharam. O “pilhado” é aquele labrego que cospe seu ódio à civilização com uma forma agressiva de falar, estilo “machão” de bar em beira de esquina.

Me parece que um dos últimos redutos desses saloios é a agressividade machista. Os “galos”, que cacarejam alto e estufam o peito. Os que atacam as mulheres com todo tipo de violência, quer física, quer psicológica, quer social.
Na CPI do MST, um verdadeiro esgoto a céu aberto, onde se agrupou toda farandola desqualificada, promovendo espetáculos dantescos, vemos um certo “modus operandis” bem visível. É o palco para os bufões machistas se apresentarem. O relator é o deputado que disse em alto e bom som que era preciso “passar a boiada”, a senha para a rapinagem dos garimpeiros e desmatadores atuarem livremente. Ricardo Salles (PL-SP) foi eleito com 640 mil votos e tem mostrado ao Brasil o quanto um voto pode feder. O outro é o avilanado presidente desse circo dos horrores, deputado Luciano Zucco, do Republicanos-RS, o mais votado do seu estado, com 259 mil votos.

Esses dois biltres atacam todos os dias as mulheres, com gracejos toscos; piadinhas infames; atitudes autoritárias e mais uma porção de ações e atitudes, especificamente contra as deputadas progressistas, que deve, sem dúvida, deixar o “pilhado” saracoteando de tanta alegria, ao ver esses dois parvos tentando, sem sucesso, se “criar” em cima das deputadas.

Esse MACHISMO tosco, xucro e obtuso, é o subproduto deixado pela malta fascista. Ele está instalado na sociedade e só com muito trabalho poderemos reverter esse quadro, e isso começa tirando esses dois néscios da Câmara de Deputados e deixando o “pilhado” falando sozinho na tal emissora paulista, o que resta do esgoto fascista bolsonarista.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.