Vereadora de Natal quer proibir crianças em paradas LGBTQIAPN+
Natal, RN 14 de jul 2024

Vereadora de Natal quer proibir crianças em paradas LGBTQIAPN+

20 de novembro de 2023
3min
Vereadora de Natal quer proibir crianças em paradas LGBTQIAPN+
Camila Araújo I Foto: Francisco de Assis

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A vereadora Camila Araújo (União Brasil), apresentou no dia 9 de novembro, na Câmara Municipal de Natal, um projeto de lei que visa proibir a participação de crianças em paradas LGBTQIAPN+ ou eventos similares que exponham a criança à erotização precoce.

A parlamentar sugere que, em caso de descumprimento da medida, o promotor do evento deve ser advertido, nos casos da primeira infração, retirando as crianças do espaço onde se realiza o evento.

Já nos casos de reincidência, está prevista multa que vai de cinco a 20 salários-mínimos vigentes para os responsáveis pelo evento. Quando o evento for promovido por ente público, poderá ser aberto procedimento administrativo para apurar a conduta do responsável pela realização do evento.

A parlamentar não explica no projeto como seria feita a fiscalização.

Na proposta apresentada, a vereadora detalha que são consideradas paradas LGBTQIAPN+ e eventos similares, “todos aqueles movimentos realizados por entidades públicas ou privadas, que sob o argumento da conscientização da população para a causa, termina por expor às crianças qualquer tipo de nudez total ou parcial ou ambiente e condutas propícias a erotização infantil”.

De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), são consideradas crianças as pessoas com até 12 anos incompletos.

Projetos semelhantes

Um dia antes de Camila Araújo, em 8 de novembro, os deputados Roosevelt e Thiago Manzoni, do PL do Distrito Federal, apresentaram projetos com conteúdo semelhante.

Já em João Pessoa, capital da Paraíba, a Câmara Municipal de Vereadores aprovou, também em 8 de novembro, um projeto que proíbe a participação de crianças em paradas LGBTQIAPN+. A proposta, apresentada pelo vereador Tarcísio Jardim (PP).

Crente Trader

Camila Araújo e Mário Borges, o 'Crente Trader' (da esquerda para a direita), acompanhados do assessor da Fecomércio Fernando Virgílio (ponta direita) I Foto: Verônica Macedo

Camila Araújo é a mesma vereadora que, no início do ano, homenageou a empresa M7 business, tocada por Mário Borges, investigado pela Polícia Civil por aplicar golpes de pirâmide financeira.

Diante da repercussão negativa, a vereadora se pronunciou e afirmou que quando propôs a honraria não tinha sabia dos golpes. Ela apresentou um requerimento de 'desomenagem', anulando a homenagem prestada anteriormente pela Câmara Municipal.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.