Escola Multicampi de Ciências Médicas em Caicó será concluída com emenda de Natália Bonavides
Natal, RN 16 de jun 2024

Escola Multicampi de Ciências Médicas em Caicó será concluída com emenda de Natália Bonavides

31 de janeiro de 2020
Escola Multicampi de Ciências Médicas em Caicó será concluída com emenda de Natália Bonavides

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A deputada federal Natália Bonavides (PT/RN) indicou sua emenda coletiva de bancada no valor de R$ 16,4 milhões para a Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Desse montante, cerca de 11 milhões serão destinados para a conclusão das obras da Escola Multicampi de Ciências Médicas em Caicó, que abriga o curso de medicina. Além disso, os recursos também serão utilizados para a implantação de um laboratório de informática no Campus de Currais Novos e para a assistência estudantil da universidade.

Segundo a parlamentar do PT, a destinação da emenda para a UFRN levou em consideração a posição estratégica da instituição para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte.

“Um curso de medicina interiorizado tem efeitos fantásticos para o nosso estado, não apenas na questão da educação, mas também no direito ao acesso à saúde da nossa população, pois forma médicos inseridos na rede de saúde do interior do RN, com vinculação à realidade social e de saúde da população”, destaca.

Deputada federal Natália Bonavides (PT/RN) destinou R$ 16,4 milhões em emendas para a UFRN (foto: assessoria)

Um dos objetivos do curso é formar profissionais que atuem diretamente no mercado de trabalho, particularmente no contexto rural e fora dos grandes centros urbanos. Para isso, se utiliza do chamado argumento regional, ou seja, um aumento de 20% à nota final do/da candidato/ta que mora na região onde o curso está incluído. Esse argumento é responsável pela baixa evasão. Antes da destinação da emenda, o MEC ainda não tinha dado sinais de liberação de recursos para essa obra.

“A política de cortes feita por Bolsonaro atingiu diretamente as universidades e institutos federais. Neste momento tão duro para as instituições públicas nós reafirmamos o compromisso de enfrentar a política de desmonte da educação e lutar pela aplicação de recursos para as universidades e institutos federais, com atenção para a permanência dos estudantes e com garantia das condições de trabalho para os profissionais da educação”, finaliza.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.