Prévia do carnaval em Macau tem greve na saúde e revolta de servidores
Natal, RN 16 de jun 2024

Prévia do carnaval em Macau tem greve na saúde e revolta de servidores

8 de fevereiro de 2020
Prévia do carnaval em Macau tem greve na saúde e revolta de servidores

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

 A prévia do carnaval no município de Macau tem ganhado as ruas ao som de protestos, passeatas e manifestações populares. Os servidores da Saúde deflagraram uma greve dia 5 de fevereiro e ganharam a adesão e apoio de várias categorias. Os trabalhadores cobravam o 13º salário de 2019, os vencimentos de janeiro, além do terço de férias. Há quatro anos a prefeitura não concede reajuste a nenhuma categoria. Os servidores também reivindicam a implantação do Plano de Carreiras e Salários conquistado.

Após a pressão inicial, o prefeito Túlio Lemos (PSD) pagou o 13º, mas ainda não deu prazo para a quitação do restante da dívida. Visitas a domicílio, consultas médicas e odontológicas estão comprometidas. Os setores de endemias e de vigilância sanitária também foram paralisados. Apenas 30% dos servidores estão trabalhando.

Na quinta-feira (6), os servidores em greve deram as mãos num ato simbólico em frente ao ginásio de esporte Virgílio Barbosa.

Pelo menos cinco sindicatos vêm dirigindo as manifestações: Sindsaúde (saúde), Sindase (agentes de endemias), Sinte (professores), Sindguarda (Guarda Municipal) e Sindsmarc (merendeiras, ASGs e outros profissionais).

A gestão do prefeito Túlio Lemos, pré-candidato à reeleição, é contestada pela população, que denuncia um caos administrativo e social na cidade. A imprensa local lembra que uma das bandeiras de campanha do jornalista que virou prefeito era atacar a falta de gestão no município. Lemos dizia que havia dinheiro, mas as gestões que se sucediam na cidade não sabiam administrar a arrecadação. Hoje, o prefeito do PSD é vítima do próprio discurso.

Mesmo diante dos protestos, Túlio Lemos convocou os donos e responsáveis pelos blocos carnavalescos e escolas de samba para uma reunião na próxima quarta-feira (12). Na ocasião serão discutidos detalhes da festa. O carnaval de Macau tem tradição no Estado e é conhecido pelo “mela-mela” nas ruas da cidade.

Prefeito de Macau Túlio Lemos brincando carnaval da cidade em 2019 (foto: redes sociais)

Educação

O início do ano letivo no município foi adiado para 2 de março e corre o risco de começar em greve. Os professores já deliberaram que se não receberem o salários de janeiro e o terço de férias até esta data também vão cruzar os braços. Outro embate dos professores é pelo cumprimento do reajuste do piso salarial, previsto e garantido na Constituição.

Segundo o professor da rede municipal Erick Raniery, a situação chegou ao limite:

- A cidade vive um verdadeiro caos administrativo, social e político. Praticamente nada funciona a contento. A rejeição ao prefeito é enorme. Apenas os professores recebem reajustes anuais, devido a lei do piso salarial, porém isso só ocorre depois de negociações e lutas, entre o gestor e os coordenadores do Sindicato. Nada é fácil de ser conquistado pelos servidores municipais", disse.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.