Domício Arruda foi exonerado da Sesap em 2012, dois dias após se recusar a explicar crise no Walfredo durante feriado
Natal, RN 21 de jun 2024

Domício Arruda foi exonerado da Sesap em 2012, dois dias após se recusar a explicar crise no Walfredo durante feriado

15 de março de 2020
Domício Arruda foi exonerado da Sesap em 2012, dois dias após se recusar a explicar crise no Walfredo durante feriado

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O médico urologista Domício Arruda, que divulgou uma notícia falsa sobre o “decreto emergencial do RN” listando supostas ações do Governo do Estado para enfrentar o Coronavírus, já foi secretario de Saúde Pública do Rio Grande do Norte, durante o governo Rosalba Ciarlini.

Servidor estadual há mais de 30 anos, Arruda também já dirigiu o hospital da Unimed e o hospital Walfredo Gurgel.

Como gestor da saúde, Domício Arruda permaneceu no cargo durante 1 ano e 5 meses, entre janeiro de 2011 e maio de 2012. A exoneração ocorreu em 3 de maio de 2012, dois dias depois do então titular da Sesap se recusar a falar com a imprensa no feriado de 1º de maio, Dia do Trabalhador, sobre a crise do hospital Walfredo Gurgel.

Uma reportagem sobre a situação do principal hospital do Estado foi veiculada no Jornal Nacional, da Rede Globo, o que valeu de Domício Arruda postagens irônicas nas redes sociais:

- Demitido no Jornal Nacional por um casal muito chic: Willian Bonner e Patrícia Poeta”, escreveu no twitter, à época.

Após a reportagem no JN, Arruda entregou pedido de exoneração à então governadora Rosalba Ciarlini, que aceitou.

O ex-secretário de Saúde enfrentou muitas críticas no período em que comandou a pasta por não conseguir resolver o caos nas unidades hospitalares e por firmar, sem licitação, contratos terceirizados, como o do hospital da Mulher, em Mossoró, assinado a um custo de R$ 15,8 milhões com a associação Marca.

Fake news

A postagem com o decreto mentiroso repercutiu muito mal em Natal neste domingo (15) em razão da gravidade da pandemia do Coronavírus, que já matou milhares de pessoas no mundo e monopoliza conversas em várias partes do planeta.

Pouco depois da repercussão na imprensa sobre a postagem falsa, Domício classificou como “ironia” a publicação e, ao final, ainda tripudiou os leitores da Tribunal do Norte ao se declarar “um aprendiz de turista em busca de leitores qualificados”.

Leia a resposta de Domício Arruda à repercussão negativa da fake news:

A quem interessar possa e aos que não tomaram conhecimento que o Forte dos Reis Magos, a Biblioteca Câmara Cascudo, o Teatro Alberto Maranhão e os postos policiais nos bairros  estão fechados há vários anos e que desde muito antes  do escrevinhador ter sido diretor, não há leitos ociosos no Hospital Walfredo Gurgel e antes que comece uma nova Guerra dos Mundos, que o post DECRETO DE EMERGÊNCIA NO RN  é uma obra de ficção, classificada na categoria ironia.

Ou de humor, a depender do de cada um.

Sem prejuízo para a recomendação de quarentena para todos que andam espalhando burrice pelo estuário do Potengi,

Revoguem-se as disposições em contrário.

Domicio Arruda

– Um aprendiz de cronista em busca de leitores qualificados.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.