Voluntários viabilizam 60 mil litros de álcool para distribuir em unidades de saúde do RN
Natal, RN 22 de jun 2024

Voluntários viabilizam 60 mil litros de álcool para distribuir em unidades de saúde do RN

23 de março de 2020
Voluntários viabilizam 60 mil litros de álcool para distribuir em unidades de saúde do RN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Se existe algo de positivo na pandemia do novo Coronavírus é a criação de redes de solidariedade pelo mundo. No Rio Grande do Norte, um grupo de voluntários conseguiu viabilizar aproximadamente 60 mil litros de álcool junto a uma usina de cana-de-açúcar em Pernambuco.

Vencida a burocracia, o produto será encaminhado ao Núcleo de Pesquisa em Alimentos e Medicamentos da UFRN (Nuplan) para ser transformado em álcool 70% e, após o processo concluído, distribuído de forma gratuita, através da Unicat, às unidades de saúde do Estado potiguar.

Os voluntários tentam ainda obter autorização junto à da Agência Nacional de Saúde (Anvisa) para que o laboratório de Química da UFRN também ajude nesse processamento do álcool afim de reduzir o tempo de entrega à população. Como já é de conhecimento público, o álcool 70% é importante na prevenção e proteção contra o novo Coronavírus.

O engenheiro, produtor rural e consultor do Sebrae Hermínio Brito intermediou a doação junto à empresa. Ele conta que as usinas de cana-de-açúcar foram autorizadas pelo Governo Federal a transformar a planta que produz álcool de combustível em álcool 70%. O grupo trabalha para acelerar o processo:

- Precisamos dessa liberação para o laboratório de Química da UFRN porque a capacidade do Nuplan ainda é muito pequena, só 500 litros por dia. Queremos disponibilizar os 60 mil litros logo, o que daria para suprir as unidades de saúde, no mínimo, durante 1 mês”, diz.

Segundo Brito, o Governo do Estado conseguiu recentemente a doação de 30 mil litros de álcool junto a usinas de Ceará-Mirim, Baía formosa e a Ambev, instalada em Pernambuco.

- A UFRN vai disponibilizar os vasilhames, a planta, o pessoal e dinheiro para comprar os insumos”, afirma.

Sobre o álcool em gel, Hermínio Brito explica que na composição química do produto há um polímero fabricado apenas na China e na Índia. Por isso já existe uma forte mobilização dos Estados junto ao Governo Federal para que envie um avião em busca do insumo nesses dois países produtores.

Solidariedade

O grupo Covid Solidariedade foi criado em 19 de março por Hermínio e a professora e arquiteta Giovana Paiva e já conta com 40 voluntários, a maioria aposentados. A rede vai lançar em breve um documento com 18 ações propositivas para o poder público, a fim de ajudar na redução do impacto do novo Coronavírus. Nas primeiras conversas, o grupo ainda em formação identificou dois problemas de imediato: a falta de insumo na prevenção da linha de frente na rede de assistência estadual e também a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

- Eu e a Giovana iniciamos um movimento em rede de solidariedade para ajudar na assistência contra essa pandemia. É uma contribuição informal, criamos um grupo de whatsaap com pessoas amigas, a maioria da universidade, gente que tem experiência, mas fora do mercado por conta das aposentadorias. Identificamos a falta de insumos e de EPIs. O álcool em gel que existe, não dá nem para o começo, vai acabar muito rápido”, lamenta.

O grupo vai chamar o documento de Carta-Proposta ao povo do Rio Grande do Norte. As sugestões serão divididas em três eixos: comunicação (como convencer a população sobre a importância do isolamento); economia popular (como manter empresas vivas) e prevenção e assistência à saúde.

- Em vez de ajudar uma pessoa individual pensamos em sugerir propostas para todo mundo”, destacou.

Para a professora e arquiteta Giovana Paiva o grupo pode ser uma força de proteção às pessoas que mais necessita de ajuda nesse momento de crise:

- O grupo poderá unir pessoas diversas para colaborar com o Governo nesse enfrentamento do que virá. Temos que ter soluções rápidas e elas virão, temos a inteligência ao nosso lado. Seremos apenas mais uma força que alavancará a reação e a proteção dos mais frágeis.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.