CIDADANIA

Calendário de retorno às aulas presenciais na rede pública no RN será anunciado na próxima semana, diz secretário

O secretário de Educação do Rio Grande do Norte Getúlio Marques informou que o calendário de retorno às aulas presenciais na rede pública do Estado será anunciado na próxima semana.

A volta às atividades, num primeiro momento, será de forma híbrida e gradual.

O anúncio acontece um dia após o Ministério da Saúde confirmar a inclusão dos profissionais de Educação nos grupos prioritários da vacinação. A partir da próxima remessa de vacinas para os Estados já haverá lotes específicos para esse grupo, que inclui professores e servidores que atuam nas escolas, como já acontece com os trabalhadores da área de Segurança.

– Estamos aguardando uma nota do comitê inter-gestor tripartite do SUS para saber qual é o caminho, os critérios. A governadora Fátima Bezerra solicitou que venha sempre um percentual de 10% destinado aos profissionais da Educação a cada lote. Já sabemos que virá um percentual a cada remessa, mas falta saber a quantidade correta”, afirmou.

Marques explicou que, segundo decisão do Governo Federal, a imunização será destinada aos profissionais que estão na ativa, ou seja, os aposentados não estariam incluídos.

– Pela informação que temos os aposentados já estão vacinados por idade”, disse.

Getúlio Marques é o secretário de Estado de Educação

Sobre o calendário, o titular da pasta da Educação afirmou que a partir do plano de retorno às aulas elaborado pelo Governo em parceria com os municípios e o sindicato das escolas privadas, o retorno será definitivo:

– Nosso retorno será definitivo e o programa ampliado. Esperamos, cada vez mais, acrescentar alunos em salas de aula, vendo quais são os nossos números no nosso Estado e nas nossas regiões”, comentou.

Protocolos garantidos

Getúlio Marques garantiu que as escolas da rede estadual estão preparadas para receber os estudantes. Segundo ele, todos os protocolos sanitários serão seguidos, como sinalização, álcool em gel e máscara. O distanciamento entre os estudantes também será respeitado.

– Nossas escolas estão com todos os protocolos garantidos, apenas seis ainda apresentam alguns problemas estruturais”, disse.

Ele chamou a atenção para a imprevisibilidade da pandemia, especialmente com o surgimento de novas cepas do novo coronavírus vindas do exterior e até já detectadas no Brasil:

– Precisamos tomar todos os cuidados. Já tomei a segunda dose da vacina, mas não vou a nenhum lugar sem máscara. Algumas novas cepas estão surgindo, como a da Índia e até mesmo encontradas no Brasil. Ninguém sabe se é um vírus novo, então precisamos seguir os protocolos de segurança”, afirmou.

 

 

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"