Reitora indicada por Bolsonaro diz que Ufersa não terá problemas com novo bloqueio no orçamento
Natal, RN 21 de jul 2024

Reitora indicada por Bolsonaro diz que Ufersa não terá problemas com novo bloqueio no orçamento

7 de outubro de 2022
3min
Reitora indicada por Bolsonaro diz que Ufersa não terá problemas com novo bloqueio no orçamento

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Num caminho oposto à preocupação demonstrada pelos reitores da UFRN e do IFRN, a reitora da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), Ludimilla Oliveira, garantiu que o bloqueio anunciado pelo Ministério da Educação (Mec), na última quarta (05), não afetará a instituição.

A reitoria da Ufersa, cujo campus central fica localizado em Mossoró (RN), não divulgou quanto será bloqueado da instituição, nem como serão mantidas as atividades com o novo corte no orçamento. Em maio deste ano, a Ufersa já havia sofrido um bloqueio, também pelo Ministério da Educação, de 14,5% de seu orçamento, o que representava pouco mais de R$ 7,011 milhões.

Na Ufersa não haverá atrasos de pagamentos e estão assegurados todos os seus compromissos. A restrição orçamentária anunciada pelo Ministério da Educação se refere a novos empenhos”, declarou a Reitora sem, no entanto, divulgar os números relacionados à instituição.

Em último lugar, mas nomeada 

Manifestação contra nomeação de Ludimilla para reitoria da Ufersa

Ludmilla Oliveira é um dos braços do bolsonarismo dentro da universidade pública. Apesar de ter ficado em terceiro lugar na disputa para a reitoria da Ufersa, com 18,33% dos votos na eleição de 2020, sua nomeação foi anunciada pelo próprio Bolsonaro durante visita a Mossoró. Na votação entre servidores e estudantes da Ufersa, Ludmilla ficou atrás dos professores Rodrigo Codes, o mais votado, com 35,55% dos votos; e Jean Berg, o segundo, com 24,84%.

A nomeação não foi bem aceita pela comunidade acadêmica que, na época, fez uma série de manifestações contra a intervenção federal.

Reitores nomeados por Bolsonaro justificam bloqueios

Além da reitora da Ufersa, o reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Valdiney Gouveia, negou a ocorrência de cortes no orçamento da instituição. Ele afirma que a medida é um “contingenciamento de responsabilidade fiscal”.

Assim como Ludimilla, Valdiney Gouveia também ficou em terceiro lugar nas eleições para a reitoria da instituição, com 10% dos votos entre alunos, professores e funcionários. Segundo o reitor da UFPB, o bloqueio não afetará as bolsas de pesquisa, a assistência estudantil ou o orçamento dos Centros.

Valdiney Gouveia, reitor da UFPB I Imagem: reprodução redes sociais
Valdiney Gouveia, reitor da UFPB I Imagem: reprodução redes sociais

 Saiba +

Bolsonaro confirma golpe na Ufersa e nomeia como reitora a 3ª colocada na eleição

MPF recorre e pede condenação de reitora da Ufersa acusada de sugerir ABIN para investigar estudante

EXCLUSIVO: Tese de doutorado da Reitora da UFERSA tem 16 páginas plagiadas de outras obras

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.