Trabalhadores da saúde do RN aprovam greve estadual a partir de 11 de abril
Natal, RN 20 de jul 2024

Trabalhadores da saúde do RN aprovam greve estadual a partir de 11 de abril

29 de março de 2023
3min
Trabalhadores da saúde do RN aprovam greve estadual a partir de 11 de abril

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Em assembleia realizada nesta quarta-feira (29), o Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do RN (Sindsaúde-RN) aprovou, por unanimidade, a greve estadual da categoria que deve iniciar a partir de 11 de abril. Junto a isso, a base definiu também um calendário de atividades para dar prosseguimento.

Segundo a sindicalista Rosália Fernandes, são cerca de 19 itens apresentados ao Governo e ainda não cumpridos.

“Não tem nada de novo. A única coisa que tem novo, mas que não é novo, é a questão da reposição das perdas salariais que se acumulam em 21,8%, e a questão do piso da enfermagem que não é uma novidade”, aponta a diretora.

De acordo com Fernandes, ainda em agosto do ano passado - antes do Supremo Tribunal Federal (STF) suspender a atualização do piso - o sindicato encaminhou um ofício para discutir o reajuste.

“A suspensão só ocorreu depois, no final do ano, e até o momento não teve nenhuma reunião com o governo para se tratar do piso da enfermagem, que é uma categoria que o governo arrota em dizer que foram heróis, são heróis, são heroínas que salvaram vidas, e que também perdeu muitas vidas. A maioria [das vítimas] foram da enfermagem durante a pandemia. Apenas no início de março é que foi publicada uma portaria criando uma comissão para se discutir, e que a primeira reunião ainda vai ser no dia 12 de abril”, relata.

Ao anunciar a greve, o sindicato criticou o governo Fátima Bezerra e disse que a gestão não apresenta soluções para a pauta da saúde.

“A decisão vem como uma resposta ao governo Fátima Bezerra (PT) que segue sem apresentar soluções para muitos pontos da pauta dos trabalhadores e desde o ano passado não cumpre sequer o que está previsto na lei do Plano de Cargos. Além disso, a Mesa SUS, criada para negociar, está sendo usada apenas para enrolar”, critica a entidade.

O calendário aprovado consiste nas seguintes datas e atividades:

  • Segunda-feira (3/04): Audiência entre o sindicato e a equipe do governo Fátima Bezerra (PT) pela manhã, na Secretaria de Administração (Sead);
  • Terça-feira (4/04): Audiência com a PGE para tratar da pauta da progressão funcional dos servidores e servidoras com mais de 30 anos de efetivo exercício;
  • Quarta-feira (5/04): Às 9h haverá uma assembleia sobre a produtividade no Sinpol e às 14h uma reunião com os aposentados na sede do Sindsaúde/RN;
  • Quinta-feira (6/04): Reunião com os novos concursados do cadastro reserva na sede do Sindsaúde/RN, às 14h.

A pauta discutida na assembleia incluiu, além da campanha salarial de 2023, pontos como a revisão da Lei de produtividade, o pagamento das perdas salariais, para ativos e aposentados no percentual de 21,87%, o cumprimento da data-base da categoria, pagamentos das perdas salarias para ativos e aposentados, pagamentos dos Plantões Eventuais dentro do mês trabalhado, implementação e pagamento do Piso Salarial da Enfermagem e do Piso Salarial dos Técnicos em Radiologia.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.