Moradora que perdeu casa para entrevista e critica prefeito ao vivo
Natal, RN 23 de jul 2024

Moradora que perdeu casa para entrevista e critica prefeito ao vivo

21 de agosto de 2023
5min
Moradora que perdeu casa para entrevista e critica prefeito ao vivo

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Durante uma entrevista ao vivo para o RNTV 1, jornal do meio-dia da afiliada da Globo no Rio Grande do Norte, o prefeito de Natal, Álvaro Dias (Republicanos), foi interrompido e criticado pela moradora de uma das seis casas que desabaram na manhã desta segunda (21), no Conjunto Pirangi, em Neópolis, zona Sul da capital, depois da queda do muro da Lagoa de Captação Ouro Preto, que fica na Rua Marcassita, próximo à Rua Monte Belo.

No momento em que foi interrompido, Dias afirmava que não houve dano físico importante, apesar do desmoronamento das seis residências, e que a saúde de todos os afetados havia sido preservada:

Não houve vítimas durante o desabamento e estamos tomando as providências no sentido de restaurar os imóveis de todas as pessoas que foram prejudicadas pelo desabamento

que podia ter sido evitado”, interrompe a moradora, que continua:

“...faz um mês que fizeram a limpeza aqui, entraram nas nossas casas, a Defesa Civil veio aqui e disse que não tinha perigo de cair e taí ó. Não poderia ter sido evitado?”, questiona a moradora, apontando para o monte de terra revolvida.

De acordo com a Defesa Civil de Natal, a última vistoria no local foi realizada em junho de 2022. Na época, foi constatada a existência de um certo risco devido a ocupação irregular de casas com a utilização do muro da lagoa de captação como parte da estrutura das residências.

Observamos que havia pressão sobre o muro, mas nada que apontasse para um desabamento, não havia necessidade de interdição. O muro estava recebendo muita pressão por causa das construções que foram levantadas depois que a lagoa de captação já estava lá. Também havia árvores de grande porte na parte superior, infiltrações no muro, além de ligações clandestinas com água de esgoto que era jogada lá. Não sabemos o que levou o muro a desabar, ainda, mas tudo isso contribui”, relata Fernanda Jucá, coordenadora da Defesa Civil de Natal.

Casas desmoronam após queda de muro de lagoa de captação | Foto: Vinícius Marinho/Inter TV Cabugi
Casas desmoronam no bairro de Neópolis após queda de muro de lagoa de captação | Foto: Vinícius Marinho/Inter TV Cabugi

As informações constatadas pela Defesa Civil foram repassadas para secretarias do município, como a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra) e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb).

Nós também orientamos os moradores para que tirassem o sobrepeso de cima do muro”, acrescenta Fernanda Jucá.

Na tarde desta segunda, a Prefeitura do Natal trabalha para direcionar os moradores que ficaram desabrigados. Alguns ficarão na casa de parentes e outros serão levados para abrigos, que serão definidos pela Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas), que também irá fazer o cadastramento dos atingidos para garantir o pagamento do aluguel social, até que eles retornem para suas casas depois dos reparos que serão realizados nos imóveis.

No caso da Lagoa Ouro Preto, não houve transbordamento da água. A defesa Civil ainda monitora o local e investiga o que pode ter provocado a queda do muro.

Como estão as lagoas

Um laudo realizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), junto com o Departamento de Fiscalização Urbanística e Ambiental e a Supervisão Geral de Fiscalização Ambiental, ao qual a Agência Saiba Mais teve acesso através do ex-deputado estadual Sandro Pimentel (Psol), apontou que das 27 lagoas de captação localizadas na Zona Sul de Natal, pelo menos seis apresentavam situação crítica, com altíssimo risco de transbordamento.

O monitoramento aéreo foi realizado entre 25 de fevereiro e 21 de março. Foram classificadas como em risco mais alto as lagoas de captação do Alagamar (Ponta Negra), dos Potiguares (Nova Descoberta), do Loteamento Santanópolis (em construção – no bairro de Candelária), a Lagoa da Salinas/ Integração (Candelária) e a Lagoa do San Vale RD 02 e 06 (Pitimbú).

Outras cinco precisavam de atenção da Seinfra e da Urbana (Companhia responsável pelos serviços de limpeza urbana), pelo risco de transbordamento, a depender do volume de água e do tempo de duração da chuva. É o caso Lagoa da Avenida Praia de Jenipabu (Ponta Negra), Lagoa Cidade Jardim II (Capim Macio), Lagoa do Makro (Neópolis), Lagoa do Jiqui (Neópolis) e Lagoa do Xavantes (Pitimbú).

Além dessas, mais cinco lagoas estavam em situação de alerta médio e precisavam de serviços de manutenção, limpeza preventiva e verificação da situação de funcionamento das bombas de drenagem: Lagoa do Marinas RD 03 (Capim Macio), Lagoa do Marinas RD 04 (Capim Macio), Lagoa Petrobrás (Candelária), Lagoa de Pirangi e da Avenida Ayrton Senna (Neópolis) e Lagoa do Preá (Lagoa Nova).

Apenas quatro lagoas de captação não precisavam de atenção especial: Lagoa de Capim Macio RD 01 (Capim Macio), Lagoa de Capim Macio RD 02 (Capim Macio), Lagoa de Mirassol (Capim Macio) e Lagoa da Avenida Capitão Mor Gouveia (Lagoa Nova).

Já outras sete precisam somente de serviços básicos de limpeza e manutenção das árvores que ficam no entorno: Lagoa Vila de Ponta Negra (Ponta Negra), Lagoa do CTG (Ponta Negra), Lagoa Cidade Jardim I (Capim Macio), Lagoa do Natal Shopping (Candelária), Lagoa do Cei (Lagoa Nova), Lagoa do Centro Administrativo I e II (Lagoa Nova).

Saiba +

Seis casas desabam parcialmente em Natal; não há feridos

EXCLUSIVO: Seis lagoas de captação na Zona Sul de Natal apresentam situação crítica e altíssimo risco de transbordamento

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.