Petroleiros fazem ato nacional contra descontos para aposentados
Natal, RN 5 de mar 2024

Petroleiros fazem ato nacional contra descontos para aposentados

24 de janeiro de 2024
3min
Petroleiros fazem ato nacional contra descontos para aposentados
Foto: Sindipetro-RN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Dia Nacional dos Aposentados, celebrado hoje (24), foi marcado por protestos dos petroleiros em todo o país, que fazem parte do Sistema Petrobrás. Atos em diversas bases da empresa foram realizados pela manhã, em protesto contra os descontos abusivos nos benefícios dos aposentados e pensionistas que, segundo o Sindicato dos Petroleiros do RN, há anos acumulam dívidas e passam as mais diversas dificuldades financeiras devido aos famigerados Planos de Equacionamentos de Déficits da Petros (PEDs).

Em Natal, a concentração começou às 7h em frente à sede da Petrobrás e encerrou no prédio da EDIRN, onde se encontravam aposentados e pensionistas. Durante o ato em Natal, o diretor Ivis Corsino fez um alerta para que a categoria aproveite os anos do governo Lula para resolver os impasses desse plano. “Precisamos nos mobilizar e pressionar o Governo Federal e a presidência da Petrobrás. Não podemos vacilar na defesa e na cobrança de ações reais”.

A deputada federal Natália Benevides, foi até a concentração na Petrobras, em Natal, para prestar apoio à categoria: “Nós temos que compreender como importantíssima a vitória eleitoral de 2022 que elegeu o Lula, pois significou a volta da democracia, mas sabemos que ainda temos dentro do Governo uma composição extremamente diversa, do ponto de vista político e ideológico. Por isso que existem muitos temas de interesse da classe trabalhadora travados no Congresso. Mas é só com organização e luta que os trabalhadores serão ouvidos”, disse ela.

A união nacional surtiu efeito e ainda hoje à tarde, o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates e a diretora Clarice Coppetti receberam uma representação da FUP, FNP, CONTTMAF, Sindmar, AMBEP e FENASPE e se se comprometeram a resolver os entraves do GT Petros, buscando a curto prazo uma solução definitiva para os déficits dos PPSPs.

Diversas sedes da Petrobras em todo o país fizeram esse protesto hoje, com maior mobilização no Rio de Janeiro, onde permaneceu por mais tempo e contou com a presença de várias representações de aposentados e pensionistas, uma vez que a foi uma manifestação unificada, envolvendo também a FNP, a Confederação Nacional dos Marítimos (Conttmaf), a Federação das Associações de Aposentados (Fenaspe) e a Associação dos Mantenedores e Beneficiários da Petros (Ambep).

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.