Deputados de oposição boicotam votação de reajuste dos professores
Natal, RN 29 de mai 2024

Deputados de oposição boicotam votação de reajuste dos professores

27 de março de 2024
2min
Deputados de oposição boicotam votação de reajuste dos professores
Sala de aula de escola pública | Foto: Assecom/Governo do RN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A votação do reajuste do piso dos professores, que deveria ter acontecido hoje (27), na Assembleia Legislativa do RN, foi adiada. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (SINTE-RN) denunciaram que os deputados de oposição boicotaram a sessão e, com baixo quórum, a proposta só volta ao debate no próximo dia 2 de abril. 

Segundo o coordenador geral do SINTE, Bruno Vital, o processo de votação do reajuste foi boicotado pela oposição após uma derrota na apresentação de uma emenda. "Não faltou quorum... na verdade a gente sofreu um boicote dos deputados de oposição. Após a derrota na discussão da emenda inconstitucional, eles se retiraram para não votar o reajuste dos professores", denunciou o coordenador do SINTE.

A emenda derrotada, de autoria do deputado Nelter Queiroz, visava estender o mesmo percentual de reajuste do piso dos professores para os funcionários da educação. Segundo SINTE, essa emenda, já havia sido rejeitada pela Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa, e foi derrubada novamente pelos parlamentares presentes na plenária de hoje. 

Proposta de reajuste de piso 

O projeto de lei complementar que reajusta o piso salarial dos professores tem uma proposta de aumento de 3,62% para os profissionais da educação. O documento foi assinado pela governadora Fátima Bezerra (PT) e diz que a despesa decorrente do reajuste insere-se na exceção prevista dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal.

O reajuste do piso do magistério foi anunciado em fevereiro deste ano pelo Ministério da Educação (MEC) e elevou  o salário dos professores de R$4.420,55 para R$4.580,57, para as jornadas de 40 horas semanais. Como os salários são pagos pelas redes de ensino locais, cada estado e município tem que oficializar o novo valor por meio de uma norma própria, e por isso, o aumento não é automático e depende da aprovação dos deputados na Assembleia Legislativa.

Saiba + https://saibamais.jor.br/2024/03/governo-envia-a-deputados-projeto-de-reajuste-do-piso-dos-professores/

https://saibamais.jor.br/2024/03/sinte-rn-faz-parada-de-24h-e-ato-na-secretaria-de-educacao-do-rn/

https://saibamais.jor.br/2024/02/sindicato-reclama-de-silencio-sobre-piso-dos-professores-para-2024/

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.