Servidores federais do RN participam de marcha em Brasília
Natal, RN 26 de mai 2024

Servidores federais do RN participam de marcha em Brasília

18 de abril de 2024
3min
Servidores federais do RN participam de marcha em Brasília
Os servidores realizaram uma marcha na Esplanada dos Ministérios nesta quarta-feira (17). Imagem: Reprodução/Sintest-RN.

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Os servidores públicos federais de todo o país estão em Brasília (DF) em uma jornada de lutas exigindo recomposição salarial de técnicos e docentes e a reestruturação das carreiras. A jornada nacional "0% de reajuste não dá" é um movimento organizado pelo Fórum das Entidades Nacionais de Servidores Públicos Federais (Fonasefe) que começou na última terça-feira (16) indo até esta quinta (18), e critica o reajuste zero em 2024 para os servidores. A Mobilização ocorre durante greve na educação federal e em meio a negociações com o governo federal.

Na quarta-feira passada (10), o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) apresentou uma proposta ao funcionalismo federal de aumento dos benefícios pagos aos servidores, visando um acordo com os trabalhadores para que o movimento grevista seja encerrado. No entanto, o governo não falou em qualquer reajuste salarial em 2024. Os servidores têm até essa sexta-feira (19) para responder.

Servidores do Sindicato Nacional dos Servidores Federais na Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe) seção Natal, bem como do Sindicato Estadual dos Trabalhadores em Educação do Ensino Superior do Rio Grande do Norte (Sintest/RN) estão presentes nas atividades da jornada que acontece em Brasília.

Veja a proposta do governo federal

Auxílio alimentação de R$ 658 para R$ 1 mil (alta de 51,9%);

Auxílio saúde per capita médio de R$ 144,38 para cerca de R$ 215;

Auxílio creche de R$ 321 para R$ 484,90

Confira as atividades do movimento nacional em Brasília

Em relação às ações da jornada, nesta quinta (18), a categoria se reúne na 189º Plenária Nacional, no formato híbrido e na qual acontecem atividades setoriais e específicas pela reestruturação das carreiras dos servidores públicos federais, além de outras pautas do movimento grevista, como o calendário de lutas.

Na quarta (17), os servidores realizaram uma marcha na Esplanada dos Ministérios, que teve como pautas centrais também a da reestruturação das carreiras, bem como a defesa da recomposição salarial. A concentração começou pela manhã, na Catedral Metropolitana de Brasília. O movimento percorreu as principais vias da cidade e encerrou a marcha no início da tarde, em frente ao Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI).

Já na terça (16), uma Audiência Pública na Câmara dos Deputados debateu a situação dos servidores, suas mobilizações e paralisações, e contou com forte apoio parlamentar, como o das deputadas Natália Bonavides (PT/RN) e Sâmia Bomfim (PSOL/SP).

Na sexta-feira (19), último dia que os servidores têm para responder à última proposta do governo, a categoria se reúne às 10h em mesa específica sobre os Técnicos Administrativos da Educação (TAEs), na Esplanada dos Ministérios. No mesmo local acontece, às 14h30, uma mesa específica que vai tratar da questão dos docentes da rede de ensino federal.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.