Governo do Estado determina retorno de servidores fora do grupo de risco ao trabalho presencial no RN
Natal, RN 25 de mai 2024

Governo do Estado determina retorno de servidores fora do grupo de risco ao trabalho presencial no RN

9 de julho de 2021
Governo do Estado determina retorno de servidores fora do grupo de risco ao trabalho presencial no RN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Foi publicado no Diário Oficial do estado desta sexta (9), a portaria que libera o retorno das atividades presenciais dos servidores públicos estaduais, bolsistas e estagiários do Governo do Rio Grande do Norte que não integram o grupo de risco da Covid-19 e que tenham concluído o ciclo de vacinação. Já para os que fazem parte do grupo de risco, foi definida a possibilidade de retorno ao trabalho presencial após o 28º dia da 2ª dose da vacina ou da dose única, no caso do imunizante da Janssen.

Pela portaria, nos casos de impossibilidade de imunização dos servidores que integram o grupo de risco, por motivos de saúde (como alergia a componentes dos imunizantes ou patologias que afetam o sistema imunológico), os servidores deverão apresentar justificativa, com o respectivo laudo médico, ao setor pessoal do órgão de lotação, para continuar em regime de teletrabalho. Cada órgão da administração estadual direta e indireta será responsável por fazer a convocação dos seus respectivos servidores públicos para o cumprimento da jornada de trabalho presencial.

Apesar da liberação para o retorno das atividades presenciais, a orientação do Governo do Estado é que os servidores continuem adotando as medidas de prevenção ao contágio do coronavírus. Com isso, será mantida a recomendação do uso correto de máscara e higienização constante das mãos, além do que, os servidores também devem procurar manter o distanciamento social e evitar contatos próximos com os colegas.

Até esta quinta (8), o Rio Grande do Norte tinha um total de 348.638 casos confirmados e 6.879 mortes decorrentes do novo coronavírus. Outros 164.426 casos suspeitos e 1.443 óbitos estão sendo investigação pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.