Prefeitura de Natal propõe metade do reajuste que educadores reivindicam e acena com retroativo
Natal, RN 18 de mai 2024

Prefeitura de Natal propõe metade do reajuste que educadores reivindicam e acena com retroativo

14 de dezembro de 2021
Prefeitura de Natal propõe metade do reajuste que educadores reivindicam e acena com retroativo

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Em greve desde o dia 10 de dezembro, os profissionais da educação do município de Natal pedem que o piso salarial seja cumprido, com reajuste de 12,84% para 2020. Entretanto, em negociação desta terça-feira (14), a Prefeitura de Natal continua oferecendo apenas a metade do percentual, 6,42%. Para ativos, em dezembro, e para aposentados e pensionistas, no próximo mês de janeiro. Ambos com retroativo para 2021.

A prefeito Álvaro Dias (PSDB) tenta adiar o reajuste que completaria os 12,84% para junho de 2022. Também estavam presentes pela gestão municipal a secretária de educação, Cristina Diniz, e a secretária municipal de administração, Adamires França.

A proposta será discutida e votada em assembleia do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Público do Rio Grande do Norte (Sinte/RN) nesta quarta-feira (15), a partir das 9h, no Clube América. A categoria luta há quase dois anos pela atualização salarial 2020.

O coordenador geral do Sinte/RN, professor Bruno Vital, destaca que a negociação teve avanços, mas ainda não é a ideal: “A assembleia vai poder avaliar e vai exercer o direito democrático de decidir se aceita ou não. Entretanto, nós temos uma proposta que ainda é incompleta. Falta o retroativo de 2020, falta ainda ele dar uma sinalização mais concreta sobre os 6,42% restantes”.

A presidenta da Comissão de Educação na Câmara Municipal de Natal, vereadora Brisa Bracchi (PT), destacou que a pauta é pela melhoria da educação.

A luta pelo cumprimento do piso é uma luta fundamental não só para valorização dos nossos profissionais, mas para a qualidade da educação da nossa cidade. Estamos acompanhando de perto pela Comissão de Educação as negociações e na luta para o que prefeito cumpra a lei e dê o reajuste previsto nela.”, comentou, acompanhada também pelos vereadores Pedro Gorki (PCdoB) e Robério Paulino (PSol), que integram a Comissão. Participaram ainda as vereadoras Divaneide Basílio (PT) e Nina Souza (PDT), líder do governo, além de Felipe Alves (PDT).

Saiba Mais: Educadores de Natal entram em greve e Prefeitura anuncia calendário letivo de 2022

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.