Procura pela 1ª dose da vacina contra a covid-19 no RN cresce 98,71% entre adultos após passaporte vacinal
Natal, RN 12 de abr 2024

Procura pela 1ª dose da vacina contra a covid-19 no RN cresce 98,71% entre adultos após passaporte vacinal

26 de janeiro de 2022
3min
Procura pela 1ª dose da vacina contra a covid-19 no RN cresce 98,71% entre adultos após passaporte vacinal

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A procura pela primeira dose da vacina contra a covid-19 após a obrigação do passaporte vacinal cresceu 98,71% entre as pessoas maiores de 18 anos no Rio Grande do Norte. A estatística é do RN+Vacina, que contabiliza o número de doses aplicadas no estado. Isso mostra o aumento da busca pelo imunizante por causa do passaporte de vacina entre adultos não-vacinados e exclui o impacto da campanha de vacinação entre crianças, que começou no dia 17.

A estatística contabiliza o total de vacinas aplicadas uma semana antes e uma semana depois do decreto que instituiu o passaporte vacinal no Estado, publicado no dia 18 deste mês. Na semana antes do decreto, o Rio Grande do Norte registrou 2.481 doses da covid-19 aplicadas em pessoas acima de 18 anos que não tinham iniciado o ciclo vacinal. Já na semana após o decreto, 4.930 doses (D1) foram aplicadas.

O número de pessoas adultas que procuraram tomar a segunda dose da vacina também aumentou após o decreto estadual. Segundo o RN+Vacina, a semana anterior ao decreto teve 8.373 doses aplicadas e a posterior, 10.354. O aumento foi de 23,65%.

O aumento vai de acordo com a afirmação dada pelo secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia, nesta semana. De acordo com a avaliação do secretário, o impacto da procura pela vacina após o decreto foi imediato. “Isso (o aumento) foi constatado no fim de semana, quando mais de 700 pessoas foram tomar a D1”, disse.

Ao todo, a procura pela vacina antes e depois do decreto aumentou 347%. Esse dado, no entanto, inclui crianças e adolescentes, que começaram a campanha de imunização depois dos adultos e estão com ela em andamento. O RN+Vacina ainda não divulgou os dados relativos à aplicação de doses nessas duas faixas etárias.

Com o decreto do Estado, o passaporte vacinal é uma obrigação para o ingresso em shoppings, bares, restaurantes e locais fechados em todo o Rio Grande do Norte. Ele já estava sendo cobrado em eventos de massa, como shows e congressos, mas foi ampliado. Segundo o governo, a medida foi criada para incentivar a população não-vacinada a tomar o imunizante, após a explosão de casos de covid-19 nas últimas semanas.

A obrigação do passaporte de vacina, no entanto, enfrenta resistência em Natal e em parte do empresariado. Nesta semana, a Prefeitura de Natal revogou a obrigatoriedade em um decreto municipal e os shoppings da capital deixaram de exigir o documento. O governo estadual afirma que a obrigação continua válida graças a um entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) que diz que, em caso de conflito entre regras municipais e estaduais, prevalece a mais rigorosa.

Apesar desse entendimento, os estabelecimentos de Natal continuam sem exigir o passaporte. O governo estuda entrar com uma ação judicial e deve tomar uma decisão até o final desta semana.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.