Ufersa assina acordo com Agência Espacial Brasileira
Natal, RN 27 de mai 2024

Ufersa assina acordo com Agência Espacial Brasileira

23 de dezembro de 2023
2min
Ufersa assina acordo com Agência Espacial Brasileira
Presidente da AEB, Marco Antônio Chamon, e reitora da UFERSA, Ludimilla Carvalho, assinam acordo de cooperação I Foto: AEB

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Nessa última quarta (21) a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), localizada em Mossoró (RN), assinou um acordo com a Agência Espacial Brasileira (AEB) e a Universidade Presbiteriana Mackenzie. A proposta é impulsionar atividades de pesquisa, desenvolvimento e formação de recursos humanos na área de Geodésia Espacial, com ênfase em Interferometria de Linha de Base Muito Longa (VLBI).

Atualmente, essas atividades estão centradas no Rádio Observatório Espacial do Nordeste (ROEN), na cidade de Eusébio, no Ceará, estado vizinho ao Rio Grande do Norte.

A parceria com a Agência Espacial Brasileira é resultado de recentes entendimentos de cooperação entre a AEB e a Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço (NASA), no contexto do Space Geodesy Project (SGP), no qual o Brasil desempenha papel ativo por meio do acordo AEB/NASA.

"São extremamente importantes as atividades de pesquisa e desenvolvimento que são feitas e vão ser ampliadas no Rádio Observatório. Eu acredito que o uso desses dados beneficiarão tanto a pesquisa científica brasileira, que já é de altíssimo nível, como também os desenvolvimentos tecnológicos para a área espacial", avalia o presidente da AEB, Marco Antonio Chamon.

Prédio da Ufersa I Foto: Eduardo Mendonça
Prédio da Ufersa I Foto: Eduardo Mendonça

O SGP é um projeto para o entendimento da forma e rotação do planeta, além da determinação precisa da órbita de satélites, utilizando a técnica de Very Long Baseline Interferometry (VLBI).

O ROEN, localizado no Ceará, integra uma rede global de antenas similares que fornece dados essenciais para diversas aplicações, incluindo Observação da Terra, Posicionamento, Navegação e Medição do Tempo.

"Quero dizer que, em 2024, nós chegaremos nas estrelas e nas galáxias. Esse acordo nos fez chegar muito além de onde imaginávamos", comentou a reitora da UFERSA, Ludimilla Carvalho.

*Com informações da AEB

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.