Trabalhadores avaliam greve por falta de dosímetros radiológicos no RN
Natal, RN 26 de fev 2024

Trabalhadores avaliam greve por falta de dosímetros radiológicos no RN

9 de fevereiro de 2024
2min
Trabalhadores avaliam greve por falta de dosímetros radiológicos no RN
Foto: Serviço de Proteção Radiológica/ SP Rad

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Técnicos em radiologia denunciam um grave problema na rede de hospitais do Rio Grande do Norte: a falta de dosímetros, aqueles dispositivos que medem o nível de radiação durante exames. O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Saúde do RN (Sindsaúde/RN) avalia a possibilidade de greve. Os representantes cobram a resolução imediata do problema. A ausência do dosímetro radiológico pode colocar em risco a saúde e a segurança de pacientes e dos profissionais, que estão em constate exposição a níveis variados de radiação ionizante, durante as atividades.

Na próxima quinta-feira (15), será realizada Assembleia Unificada Virtual, às 9h, com indicativo de paralisação. O sindicato também formalizou, na quinta-feira (8), denúncia ao Ministério do Trabalho, à Covisa e à Suvisa para que tomem providências, além de ter enviado ofício para a Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap), solicitando os aparelhos. A Sesap não respondeu a questionamento da Agência Saiba Mais na tarde desta sexta-feira (9).

“O governo, a Secretaria de Saúde e o Ministério Público precisam discutir urgentemente essa situação que coloca não só os trabalhadores em risco de vida, mas também os pacientes que precisam realizar exames de raio X, de tomografia e de ressonância.”, publicou o Sindicato, ao destacar que a NR 32 do Ministério do Trabalho obriga o uso do aparelho no ambiente de trabalho, com necessidade de substituição mensal.

De acordo com as normas, os estabelecimentos de saúde devem fazer monitoramento individual de dose de radiação ionizante dos empregados por meio do uso de dosímetros, que são colocados sobre o corpo da pessoa. Esses equipamentos devem ser obtidos exclusivamente em locais autorizados pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).

Quando alguém é exposto a maior radiação que o recomendado, pode sofrer queimaduras, perder a fertilidade e, a longo prazo, desenvolver doenças, como como neoplasias, anemia aplástica, púrpura, radiodermatite.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.