De 8 lagoas com risco de transbordar em Natal, 7 estão na Zona Norte
Natal, RN 24 de mai 2024

De 8 lagoas com risco de transbordar em Natal, 7 estão na Zona Norte

13 de março de 2024
3min
De 8 lagoas com risco de transbordar em Natal, 7 estão na Zona Norte
8 lagoas de captação estão prestes a transbordar- Foto: Alex Régis/ Secom

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A Defesa Civil de Natal está monitorando oito lagoas de capacitação em Natal que têm "grandes chances de transbordar". De acordo com o órgão, as áreas mais vistoriadas são as mais atingidas pelas fortes chuvas que caíram em Natal em novembro de 2023. Das oito lagoas monitoradas, sete estão na Zona Norte de Natal. 

Na lista das lagoas estão a do Jardim Progresso, José Sarney, Santarém, Dom Pedro I, Redinha I, Parque das Dunas I, Parque das Dunas II e São Conrado. A única lagoa fora da zona é a de São Conrado, que fica no bairro de Nossa Senhora de Nazaré, na Zona Oeste de Natal. Procurada pela reportagem, a Secretaria de Infraestrutura de Natal (Seinfra) informou que os trabalhos de limpeza do fundo das lagoas e a manutenção dos equipamentos seguem normalmente dentro do calendário da Seinfra. 

A pasta ainda informou que segue realizando o monitoramento junto com a Defesa Civil e que pretende fazer todas as limpezas de todas essas lagoas até o início do inverno. 

Moradores temem novos transbordamentos 

Já é de conhecimento que a Zona Norte é uma das áreas mais prejudicadas pelas fortes chuvas em Natal. Nas precipitações de novembro, que atingiram a marca de 240 milímetros de chuvas em 24 horas, praticamente todos os bairros da região sofreram alagamentos e transtornos. 

Houve alagamentos de casas e aberturas de crateras em ruas nos bairros de Potengi, Lagoa Azul, Igapó, Nossa Senhora da Apresentação, Pajuçara e Redinha. Os Conjuntos Jardim Progresso, Vale Dourado, Soledade II e Parque das Dunas também sofreram com os alagamentos.

Moradores dessas áreas atingidas temem que novas chuvas causem mais alagamentos. Douglas Martins, morador do Loteamento José Sarney, teve sua casa alagada em novembro, perdeu quase tudo que tinha e teme sempre que chove forte na cidade. “Até hoje eu tenho trauma de dormir quando chove porque essa não é a primeira vez que isso acontece”, desabafou. 

A lagoa de captação do José Sarney transbordou nas precipitações do ano passado, e deixou inúmeras famílias desabrigadas, sem móveis e sem estrutura. A lagoa está na lista daquelas que correm risco de transbordar mais uma vez. 

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.