Respire: curso ensina a controlar respiração
Natal, RN 25 de mai 2024

Respire: curso ensina a controlar respiração

31 de março de 2024
3min
Respire: curso ensina a controlar respiração

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Daniele Lisboa | Espacial para a Agência SAIBA MAIS

Pare de respirar. Segure o fôlego, só alguns segundos. Respire. Isso é apneia: suspensão temporária da respiração. Uma prática simples que pode te ajudar mais do que você imagina. Do nosso nascimento ao último suspiro, estamos sempre respirando. O ato de respirar é uma das mais eficazes ferramentas de autocontrole, principalmente em situações de crise. Pensando nisso, o professor Christian Dequeker idealizou o curso Respiração e Apneia, ministrado no mês de março, em Natal.

Você já passou por um sufoco no mar? Se não, certamente conhece alguém que tem uma história de “aperreio” no oceano. Afogamentos não são incomuns. Evitar, vivenciar e sair com calma desse tipo de é um dos objetivos do curso, de acordo com Christian Dequeker. Para ele, há uma ciência por trás das circunstâncias críticas inevitáveis. “Com tranquilidade, raciocínio e controle emocional, é possível sair do perrengue”, salienta.

Aprender a controlar-se nas dificuldades pode ser um divisor de águas na vida de alguém - literalmente. “O contratempo pode virar um trauma, ou ser vivido com técnicas adequadas para superá-lo. Assim, podemos evoluir, não apenas na água, mas como humanos, no contato com a natureza. Com ciência do corpo, da emoção e da mente”, revela o treinador.

Segurança e consciência

O que há de comum entre o jazz e o mar? O improviso. Na visão do instrutor, antes de entrar no mar, devemos estudá-lo. “Observar e estudar as correntes oceânicas é como ler a partitura de uma música. Precisa conhecer para poder improvisar”, compara.

Executar técnicas respiratórias para passar por momentos estressantes proporciona segurança, confiança e fôlego para enfrentar desafios. Além de ampliar a capacidade de resistência dentro e fora d´água. No curso, praticou-se inspiração e expiração na aula teórica, depois na piscina, e por fim, no mar de Búzios, área considerada perigosa devido à constante presença de correntes de retorno. Por ser uma praia muito frequentada, amplia-se o risco de afogamento.

Água no umbigo, sinal de perigo: eis o lema dos salva-vidas para os banhistas, reforçado pelo Christian. Para analisar possíveis riscos marítimos, ele ensina a seguir o ciclo da segurança, que consiste em leitura das correntes marinhas, apneia, equipamento (flutuador, prancha ou o que for usar na atividade) e preparo físico. O treinador divide o ciclo em cinco pontos principais:

  • Identificar e avaliar riscos;
  • Desenho de cenários;
  • Probabilidade e severidade dos perigos;
  • Cálculo das ameaças;
  • Soluções e ferramentas de controle de risco.

Apneia como missão de vida

Recordista brasileiro em apneia e formado em Educação Física, foi a paixão pelo surfe que levou o paulista Christian Dequeker a tornar-se especialista em gestão de risco no mar, especialmente para praticantes de esportes aquáticos. Entre seus alunos, estão os bicampeões mundiais de surf, Gabriel Medina e o potiguar ĺtalo Ferreira.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.