TRANSPARÊNCIA

Hospitais privados chegam a 100% de ocupação e rede pública tem pico de solicitações de leitos

Com 164 pacientes de covid-19 internados em estado grave, a rede privada chegou ao limite de 100% de ocupação, de acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), divulgado na quarta (26). Além daqueles nos leitos críticos (semi-intensivos e UTI’s), há mais 138 pacientes nos leitos clínicos.

Até a manhã desta quinta (27), 813 pessoas com covid-19 que estavam em estado grave morreram no Rio Grande do Norte à espera de um leito crítico (semi-intensivos e UTI’s) para internação. Um número que ainda deve crescer, já que 80 pessoas aguardam um leito crítico para internação, mas há apenas 12 vagas disponíveis. São 38 pedidos da região metropolitana de Natal, onde há apenas dez leitos e 42 solicitações do interior do estado que, no momento, conta com apenas duas vagas para internação.

Na quarta (26), o Rio Grande do Norte teve um pico de 156 solicitações por leito crítico (semi-intensivos e UTI’s), cinco pedidos foram cancelados porque os pacientes chegaram a óbito antes mesmo de conseguir a internação. Dos 26 hospitais com leitos críticos para covid, 19 estão com 100% de ocupação e outros quatro apresentam mais de 95% de seus leitos ocupados. O Rio Grande do Norte e a região metropolitana de Natal apresentam uma média geral de ocupação que chega aos 96%, sobe para 97% no Seridó e 98% na região Oeste.

Até o momento, o RN tem 262.780 casos confirmados e 6.021 mortes por covid-19. A Sesap ainda investiga outros 94.767 casos e 1.261 mortes suspeitas, além de 131. 945 casos de Síndrome gripal Não Especificada, que é como são considerados os casos suspeitos, mas sem conclusão porque não foi possível realizar diagnóstico laboratorial.

Imagem: reprodução boletim epidemiológico Sesap

 

       

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo