Covid-19: Sobras de vacinas em Natal terão que ser aplicadas em moradores próximos aos postos de saúde
Natal, RN 24 de mai 2024

Covid-19: Sobras de vacinas em Natal terão que ser aplicadas em moradores próximos aos postos de saúde

20 de julho de 2021
Covid-19: Sobras de vacinas em Natal terão que ser aplicadas em moradores próximos aos postos de saúde

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Foi publicada no Diário Oficial do Município desta terça (20), a lei que determina o aproveitamento das sobras das vacinas contra a covid-19 em Natal. Para evitar o desperdício dos imunizantes, os postos nos quais há vacinação na capital potiguar, terão que destinar as sobras do dia aos maiores de 18 anos que residam no entorno das unidades de saúde.

Para isso, os postos de vacinação deverão cadastrar os moradores do entorno e, quando houver sobra de vacinas da covid-19, deverão entrar em contato com as pessoas cadastradas através de contato telefônico. A pessoa terá um prazo máximo de 20 minutos para comparecer ao local de vacinação.

A lei, que também ficou conhecida como “Xepa da vacina”, foi proposta, inicialmente, pela vereadora Divaneide Basílio (PT) e ampliada com o apoio de todos os vereadores da Câmara Municipal de Natal, por meio de substitutivo.

"É uma vitória muito grande que é todos e todas que se engajaram na luta pela Xepa da Vacina em Natal. Faz mais de 30 dias que estamos na batalha pela sanção dessa lei pelo Executivo de Natal. Agora é pressionar ainda mais para que ela seja regulamentada o mais rápido possível e saia logo do papel. É urgente. É uma ação que salva vidas", comentou Divaneide.

Os postos de vacinação também deverão fazer o registro dos quantitativos de pessoas vacinadas com a sobra da vacina, assim como os eventuais descartes, para que seja possível o acompanhamento do uso dos imunizantes. No entanto, a lei ainda precisa ser regulamentada pelo prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB). De acordo com o Plano Nacional de Imunização, é considerada conduta ilegal qualquer postura que configure burla à ordem estabelecida para a vacinação.

A equipe da Agência Saiba Mais entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde de Natal para saber qual era o procedimento adotado, até então, para evitar o desperdício das sobras das vacinas contra a covid-19 na capital. Mas, de acordo com a assessoria de imprensa da SMS, o titular da pasta, George Antunes, estava em reunião e nós não conseguimos resposta até a publicação desta matéria.

Imagem: reprodução DOM

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.