Iskisita é investigada por instalar câmera em banheiro de funcionários
Natal, RN 20 de jul 2024

Iskisita é investigada por instalar câmera em banheiro de funcionários

22 de fevereiro de 2022
3min
Iskisita é investigada por instalar câmera em banheiro de funcionários

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Ministério Público do Trabalho do Rio Grande do Norte (MPT-RN) confirmou abertura de investigação do caso denunciado por funcionários da Iskisita Atakado, em Natal. A empresa teria instalado câmeras em banheiro usado pelos trabalhadores para vigiá-los, violando a intimidade deles.

Um vídeo do momento em que um empregado questiona outro que retirou o equipamento foi divulgado no sábado (19). “Falta de privacidade. Isso não existe não. A gente é ser humano. Isso é uma falta de respeito, de verdade. Eu não sou moleque, eu vim aqui pra trabalhar”, repete o autor do vídeo. Ao sair do local, o homem que retirou a câmera diz: “tem cada tipo de ser humano…”.

O processo no MPT-RN foi aberto na segunda-feira (21) e tem pedido de sigilo, não é aberto ao público.

A Iskisita Atakado é um negócio de varejo, atacado e distribuição⁣⁣⁣⁣ de produtos diversos, indo de brinquedos e material escolar e de escritório a utensílios domésticos e perfumaria. São três lojas: no Via Direta, no Natal Shopping e no bairro Alecrim.

Confira vídeo gravado no interior da loja:

Na noite desta terça-feira (22), Iskisita Atakado emitiu uma nota se posicionando sobre o fato. A diretoria alega não saber quem ou por qual motivo a câmera foi instalada.

Leia a nota:

Chegou ao conhecimento da Diretoria da empresa no início da manhã do dia 19/02/2022 a informação de que foi localizada uma câmera no interior do banheiro masculino do setor de armazém (depósito) da matriz.

Por se tratar de um sábado, o banheiro foi lacrado com o auxílio dos empregados e o equipamento que foi retirado do local foi guardado em envelope lacrado.

Na manhã da segunda-feira (21/02/2022) compareceu ao local uma equipe técnica, que junto com uma comissão formada por 5 empregados, tiveram acesso ao interior do banheiro.

Foi realizada a coleta de informações e vestígios. Está se aguardando a elaboração do relatório de apuração.

Durante esse procedimento, alguns presentes apontaram indícios de que a câmera não estaria funcionando.

A empresa Iskisita respeita seus empregados e não é conivente com a instalação de câmera dentro de banheiros, e apura quem poderia ter colocado tal dispositivo, ainda que eventualmente sem estar funcionando, e qual seu objetivo.

A Diretoria

* Matéria atualizada às 18h18 de 22.2.22.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.