Vigilante que sacou arma durante manifestação contra feminicídio em Natal não tem porte
Natal, RN 18 de jun 2024

Vigilante que sacou arma durante manifestação contra feminicídio em Natal não tem porte

27 de agosto de 2021
Vigilante que sacou arma durante manifestação contra feminicídio em Natal não tem porte

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O homem identificado como o vigilante Betuel Silva Chagas, de 39 anos, que apontou uma arma de fogo contra manifestantes que faziam um ato no centro comercial do Alecrim contra o feminicídio e em homenagem ao Agosto Lilás na última quarta (25), não tem porte de arma, segundo informação repassada pela Polícia Civil que esclareceu, porém, que a arma é legalizada.

Betuel, que já chegou a dar entrevista à agência Saiba Mais, não quis se manifestar sobre o assunto e explicou que dará declarações somente à justiça daqui pra frente. Durante a manifestação, um grupo formado majoritariamente por mulheres, cobrava resposta para o caso da jovem Joice Cilene, morta a facadas pelo ex-companheiro uma semana antes, naquele mesmo local. O vigilante, que estava de moto, tentou forçar a passagem e provocou confusão ao sacar uma arma de fogo no meio do protesto. Em sua defesa, Betuel chegou a dizer que puxou a arma da cintura porque estava sofrendo linchamento e temia ser morto.

“Quando eu vi uma das líderes, que eu conhecia, fui lá dizer que aquilo não é bom, porque joga a sociedade contra. Eu estava indo pegar meu filho na Zona Norte, voltei pra moto e fiquei lá muito tempo até que tentei passar devagar, com os pés no chão”, contou o vigilante em matéria anterior.

Está programada para esta sexta (27) a oitiva de algumas mulheres que estavam na manifestação no Alecrim. Betuel, que já prestou depoimento à polícia, poderá responder por porte ilegal de arma.

Vídeo mostra Betuel sacando arma durante manifestação

Confira as outras matérias sobre o caso:

Homem armado que ameaçou mulheres em ato diz que estava sendo linchado e poderia ter morrido

Mulheres do Psol pedem desfiliação de homem que ameaçou manifestantes com arma no Alecrim

Homem que sacou arma em ato de mulheres contra feminicídio em Natal se passa por vítima e faz BO

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.