Costa Branca: fogos na virada do ano serão sem ruídos
Natal, RN 21 de abr 2024

Costa Branca: fogos na virada do ano serão sem ruídos

29 de dezembro de 2023
7min
Costa Branca: fogos na virada do ano serão sem ruídos

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

As praias da Costa Branca, nos municípios de Tibau, Grossos e Areia Branca, na região Oeste do Rio Grande do Norte, têm festas de réveillon tradicionais e que levam multidões às suas areias. Em 2023, todas cumprirão, ao mesmo tempo, a regra de não soltar fogos ruidosos. Elas obedecem respectivas leis municipais, que proíbem artefatos com estampidos para evitar impactos negativos em pessoas idosas, bebês e crianças, e pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), além de animais.

A aprovação de matérias legislativas com esse teor vem aumentando nos municípios em todo o país, a partir da mobilização de organizações e entidades representativas de pessoas com deficiência e defensoras dos animais. Artigo científico anexado em processo que correu no Supremo Tribunal Federal (STF), que tratava sobre o município de São Paulo, atesta que 63% dessas pessoas não suportam estímulos acima de 80 decibéis, enquanto a poluição sonora causada pela explosão de fogos de artifício pode alcançar de 150 a 175 decibéis.

Em maio deste ano, o STF decidiu que os municípios têm legitimidade para aprovar leis que proíbam a soltura de fogos de artifício e artefatos pirotécnicos que produzam estampido. A definição teve como base a proteção ao meio ambiente e à saúde.

Areia Branca

Dos municípios da Costa Branca, Areia Branca, distante 273 quilômetros de Natal, é o que aprovou mais recentemente lei nesse sentido. Sancionada em novembro de 2022, a lei "proíbe o manuseio, a utilização, a queima e a soltura de fogos de estampidos e de artifícios, assim como de quaisquer artefatos pirotécnicos de efeito sonoro ruidoso no município de Areia Branca".

Este ano, o show pirotécnico abrangerá as praias de Upanema, Paraíso, Baixa Grande, São José, Morro Pintado, Redonda, São Cristóvão e Ponta do Mel.

No Centro, a queima de fogos será mantida no Cais Tertuliano Fernandes. O espetáculo de luzes e cores será no Rio Apodi-Mossoró, também chamado Rio Ivipanim, nas imediações da Igreja Matriz. Para isso, a Prefeitura de Areia Branca utilizará uma embarcação de ferro para colocar o artefato, atendendo orientação das autoridades competentes quanto ao fator segurança.

Tibau

Principal destino turístico da região Oeste na virada de ano, o município de Tibau, a 326 quilômetros de Natal, espera receber cerca de 100 mil visitantes na noite de 31 de dezembro, a exemplo dos anos anteriores.

O município não promove festejos, mas apoia eventos particulares e religiosos, além de realizar a tradicional queima de fogos, de cerca de 15 minutos, na Pedra do Chapéu, cartão postal da cidade.

O município teve sancionada a Lei Municipal nº 0678 em 2021. A norma "veda o manuseio e a utilização e queima de fogos de estampidos de artifício" no âmbito do município de Tibau.

Grossos

Grossos, a 331 quilômetros de Natal, aprovou o Projeto de Lei 023 em 2021. De acordo com a matéria, que se tornou lei, “fica proibido o manuseio, a utilização, a queima e a soltura de fogos de estampidos e de artifícios, assim como quaisquer artefatos pirotécnicos de efeito sonoro ruidoso em todo o território do município de Grossos, afim de proteger o bem estar da comunidade, especialmente de crianças recém nascidas, portadores de Transtorno do Espectro Autista, idosos, assim como também os animais (obedecendo ao estabelecido por Lei Federal, que diz ‘é proibido causar tormento e estresse desnecessário aos animais')”.

O show de luzes será no Moinho Holandês, tradicional ponto turístico da cidade. Chegado ao Brasil, da Holanda, no século XVII, para bombear água das salinas, o Moinho, com seus 15 metros de altura, hoje é palco das atrações culturais no município.

O réveillon de Grossos terá, durante o show pirotécnico, as bandas regionais Bakulejo e Luís do Piseiro e banda, no dia 31, e trio elétrico com a cantora de brega romântico de Pernambuco, Raphaela Santos, no chamado arrastão do dia 1º, tradição que já funciona como prévia carnavalesca na cidade.

______________________________________________________________________________

Essa reportagem faz parte do projeto "Saiba Mais de perto", idealizado pela Agência SAIBA MAIS, e financiado com recursos do programa Acelerando Negócios Digitais, do ICFJ/Meta e apoio da Ajor.

Leia também:

Projeto Saiba Mais de Perto combate "desertos de notícias" no RN

Tibau: Estudantes participam da maior feira de ciências do mundo

Aldeia Sesc Seridó reúne artistas de Caicó em Cortejo Cultural

Comerciante morre em acidente por buraco na Zona Norte de Natal

Coletivos independentes movimentam a sétima arte em Mossoró

Seridó: Aos 93 anos, Maria Albino faz doces para acolher pessoas

Depois te Conto: jovens da Zona Norte criam série independente de humor

Caatinga:  famílias vivem da natureza no Parque Nacional da Furna Feia

CMEI na Zona Norte realiza exposição inspirada em Ariell Guerra

Currais Novos: Congresso das Batalhas reuniu artistas de Hip Hop

Maior produtor de atum do RN não leva pescado à mesa areia-branquense

Caicoense transformou a dor do luto em homenagem para 40 mulheres

Como resiste o afroempreendedorismo do outro lado da ponte

Medalhista mundial de Taekwondo conheceu esporte em associação de Assu

“No Seridó a Reza é Forte” destaca indígenas e africanos no RN

Zona Norte: projeto da UFRN leva comunicação para escola pública

Em Ouro Branco, a preservação do patrimônio coloriu a cidade

Fábrica de polpa de frutas transforma vida de mulheres agricultoras

As chuvas fortes em Natal e o caos na Zona Norte

Com 74 anos, Manoelzinho produz telas em latonagem e fotocorrosão

Patu: Cineatro leva reflexão social a estudantes de escolas públicas

Redinha: trabalhadores seguem desamparados após 3 meses de protestos

Jornal impresso “Quinzenal” resiste há 19 anos em Caicó

MPRN terá ação do projeto Pai Legal na Zona Norte

Saudade estimula artista a eternizar história de Upanema em quadros

Advogada levou o sertão poético de Caicó para Paris

Serra do Mel: rádio comunitária leva o bem à Vila Amazonas

DER responsabiliza prefeitura por acúmulo de areia na João Medeiros

Jurema Coletivo de Dança traz dança contemporânea para Caicó

“Fugi da prisão”: superação torna Chico Filho imortal em Martins

Trancistas: a valorização da cultura afro-brasileira na Zona Norte

Em São José, um guardião da história criou o Museu da cidade

Disputa política e judicial causa insegurança em Porto do Mangue

Natal sem Natal: Zona Norte reivindica eventos e decoração natalina

População faz mobilização pela volta de Cherie para Caicó

Tradição em Caraúbas: banda de música prepara festejos a São Sebastião

Cmei da Zona Norte prepara Natal Solidário das crianças

Ipueirense visita sítios e faz arte em madeira morta

Portalegre: Crianças quilombolas têm contato com ciência em pesquisa

Auto de Natal: espetáculo envolveu mais de 200 atores na Zona Norte

Dedicados à tecnologia, estudantes do IFRN são aprovados no INTELI

Em Areia Branca, minicidade vai levar crianças a exercitar a cidadania

Arte-Educador da Zona Norte levou arte com mosaicos para ExpoFavela

Projeto Trapiá Semente cria grupos de teatro pelo Seridó

Apodi: 1º museu indígena do RN preserva memória dos Tapuia Paiacus

Zona Norte: reforma da Ponte do Igapó piora trânsito e incomoda região

Seridó é guardião do Doce Seco, uma sobremesa quase extinta

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.